Charles Krauthammer cunhou o termo “Doutrina Reagan” – Foto: Reprodução/ Facebook

Vencedor do prêmio Pulitzer, o comentarista norte-americano Charles Krauthammer morreu nesta quinta-feira (21), aos 68 anos.

O colunista retirou um tumor do abdômen no ano passado, mas, no dia 8 deste mês, anunciou que o câncer tinha voltado e os médicos tinham lhe dado poucas semanas de vida. “Esse é o veredicto final, minha luta acabou”, havia dito em comunicado.

O também comentarista da Fox News era um provocador de tendências conservadoras, considerado um dos formadores de opinião mais influentes dos EUA, e foi o responsável por cunhar a definição “Doutrina Reagan”, em um famoso artigo na Revista Time.

Além de ter apoiado a Doutrina Reagan, suas ideias de políticas externas contribuíram para gerir os fundamentos ideológicos que resultaram na invasão americana no Iraque, em 2003.

Já na campanha republicana para a Casa Branca, em 2016, Krauthammer criticou Donald Trump, dizendo que não votaria nele.

Mas, depois da vitória, declarou que representava uma “uma revolução ideológica e eleitoral que não se via desde os tempos de Reagan”.

Desde 1985, mantinha uma coluna semanal no Washington Post, com a qual ganhou o Pulitzer em 1987. Também escrevia artigos para a Time, The New Republic, The Weekly Standard e para o The National Interest.

Da AnsaFlash