Posse da diretoria e demais membros dos Conselhos Comunitários de Segurança das Aldeias Indígenas Bororó, na sexta-feira, 16 – Assessoria/3º BPM

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) através do comando do 3º Batalhão de Polícia Militar, realizou na última sexta-feira (16), às 14h30, por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária, a solenidade de posse da diretoria e demais membros dos Conselhos Comunitários de Segurança das Aldeias Indígenas Bororó e Jaguapiru, em Dourados.

O evento foi realizado na Vila Olímpica Indígena, que fica localizada na Reserva Indígena de Dourados, e contou com a presença de diversas autoridades.

De acordo com a Resolução Sejusp/MS/nº 873 e 874/2019 – de 11 de julho de 2019, o Conselho Comunitário de Segurança da Aldeia Indígena Jaguapiru terá a delegada Paula Ribeiro dos Santos representante da Polícia Civil, o capitão Jouzemar Paulo Santos da Polícia Militar, e o 2º tenente Rafael Henrique Fernandes do Corpo de Bombeiros.

A diretoria do conselho contará com Izael Morales como presidente, Zoroastro da Silva Almirão vice-presidente, Nilza Meireles Macedo 1ª secretária, e Algemiro de Souza 2º secretário.

Já para o Conselho Comunitário de Segurança da Aldeia Indígena Bororó, foram designados os mesmos representantes da PM e do Corpo de Bombeiros, com o delegado Adilson Stiguivitis Lima vinculado à Polícia Civil.

O a diretoria será presidida por Gaudêncio Benites, Valdemar Ramires na vice-presidência, Ernesto Fernandes Orti de 1º secretário, e Cleucevir Mendes de 2º secretário.

Conselhos Comunitários de Segurança

Os Conselhos Comunitários de Segurança (CCS), são grupos de pessoas do mesmo bairro ou município que se reúnem para discutir e analisar, planejar e acompanhar a solução de seus problemas comunitários de segurança, desenvolver campanhas educativas e estreitar laços de entendimento e cooperação entre as várias lideranças locais.

A iniciativa desses conselhos comunitários indígenas são inéditos no Brasil sendo a cidade de Dourados um piloto para um projeto ainda maior de abrangência nacional com relação a integração da segurança pública com a comunidade indígena.