Livro de Rubenio Marcelo integra lista das obras de leitura obrigatória para o Vestibular 2021 da UFMS

Livro Vias do Infinito Ser, de Rubenio Marcelo – Divulgação

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul divulgou – através do Edital nº 128/2020-PROGRAD/UFMS – o conteúdo programático oficial referente ao Vestibular 2021. Este Processo Seletivo que, conforme informações do site da UFMS, destina-se aos candidatos que concluíram o Ensino Médio ou equivalente, ou estão em vias de concluí-lo até o período previsto para as matrículas, é realizado a partir de questões que procuram avaliar o conhecimento dos candidatos nas áreas tradicionalmente estudadas por eles ao longo dos anos do Ensino Médio. Nesse sentido, no que diz respeito aos textos literários, é indicada uma relação de nove obras de autores da literatura de língua portuguesa, para que sejam estudadas e sirvam como base para questões a mensurar a compreensão e conhecimento dos alunos/leitores.  O livro ‘Vias do Infinito Ser’ do poeta Rubenio Marcelo, que foi lançado em 2017 pela Editora Letra Livre, integra a recente lista escolhida para a Prova que será realizada em Campo Grande e em várias cidades de MS por milhares de estudantes candidatos ao ingresso nos cursos de graduação da Universidade, através do seu Concurso Vestibular.

A lista completa das obras de leitura obrigatória (PSV-UFMS 2021) é a seguinte: Marília de Dirceu, de Tomás Antonio Gonzaga; Esaú e Jacó, de Machado de Assis; Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto; Viagem e Vaga música, de Cecília Meireles; Sagarana, de Guimarães Rosa; O encontro marcado, de Fernando Sabino; Seminário dos ratos, de Lygia Fagundes Telles; Cinzas do Norte, de Milton Hatoum; e Vias do Infinito Ser, de Rubenio Marcelo.  A Comissão responsável pela relação e organização dos conteúdos do Vestibular inclui sempre, entre os títulos, livro de um autor representativo do estado, com vistas a incentivar ainda mais a difusão de sua produção literária. Tal procedimento estimula a destacada literatura regional, e a obra (escolhida para estudo) passa a receber atenção maior da comunidade escolar e acadêmica, e também da sociedade.

Lançado também em Portugal, em 2018, em mesa literária no Departamento de Línguas da Universidade de Aveiro, Vias do Infinito Ser contém poemas em versos livres e dosados de efeitos metafóricos, sintonizados com linguagem filosófica e aspectos da espiritualidade humana, com mensagens voltadas para reflexões acerca da virtude e aspectos existenciais. Sobre esta obra, assim assevera o prefaciador José Fernandes (crítico literário e doutor em Letras pela UFRJ): “Temos neste livro uma poesia profunda, marcada por forte dimensão metafísica, como requer a concepção de infinito a que o Ser tem de conquistar durante a existência. Para isso, o jogo poético, tal como o existencial, se executa… Em decorrência, a leitura de cada poema não pode ser feita em uma sentada, mas sorvida mediante várias leituras, a fim de que se possa mergulhar na essência mesma da poesia e no sublime que ela encerra…”.  Por sua vez, o escritor, jornalista e acadêmico Henrique de Medeiros diz: “Neste seu livro, Rubenio Marcelo veleja, filosofa, canta, expõe o verbo poetar em sua essência, e principalmente busca o essencial: o Ser”.  Já Raquel Naveira, poeta e acadêmica, afirma: “Em “Vias do Infinito Ser”, Rubenio percorre vias de infinito, de essência, de sobrenatural. Vias de dúvidas, de certezas, de dores e êxtases. Para essa tarefa espiritual, vê-se “entre a cruz e a encruzilhada das palavras”, bifurcações de caminhos e escolhas estéticas e existenciais”.

O livro é credenciado por outros críticos literários nacionais, como o poeta e membro da Academia Brasileira de Letras, Antonio Carlos Secchin, que afirma: “Na poesia de Rubenio Marcelo, em vez de o ser humano habitar o cosmo, é o universo que reside no homem. Tudo emana da força da poesia, e é com essa luz de dentro, deflagrada pelo poder do verbo, que as coisas ganham forma e novo sentido. Como se lê em um de seus poemas, “palavras saltam muralhas e viram estrelas”.

Poeta escritor e compositor, autor de treze livros publicados, Rubenio Marcelo é o atual ocupante da Cadeira 35 da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. É um dos vencedores do tradicional concurso ‘Noite Nacional da Poesia’. Também revisor, é membro correspondente da Academia Mato-Grossense de Letras (AML) e reside em Campo Grande. Foi Conselheiro Estadual de Cultura de Mato Grosso do Sul.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui