O encontro de colaboradores e profissionais da saúde mental faz parte da campanha ‘Setembro Amarelo’ de prevenção ao suicídio

Seminário é fundamental para dialogar com os colaboradores, diz o presidente da Cassems, Ricardo Ayache – Assessoria

No último sábado (14), durante a manhã, colaboradores da Cassems receberam informações de profissionais da saúde mental e participaram de atividades para o compartilhamento de experiências, como atividades físicas e Musicoterapia. A ação faz parte da campanha “Setembro Amarelo”, de prevenção ao suicídio e atenção para as doenças psíquicas.

A diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, salienta que o evento visa não apenas dialogar sobre a saúde mental dos colaboradores, mas trabalhar para a harmonia em ambiente de trabalho. “Muitas vezes, os colaboradores trabalham em ambientes de pacientes com problemas, diagnóstico de morte, doenças muito difíceis. Os colaboradores também tem os seus problemas em casa, queremos que eles sintam-se à vontade em pedir ajuda e, também, percebam a necessidade de ajudar o outro”.

O médico psiquiatra Leonardo Fabrício Gomes Soares participou do seminário e abordou a questão do suicídio. “Quando temos espaço para discutir o suicídio, é muito saudável. Temos que quebrar alguns paradigmas que esse assunto traz. É um tema pesado, sem dúvida, envolto de sofrimento e tristeza, mas, uma forma de desmistificar é falar sobre o tema, ensinar como lidar e mostrar que, em situações como essas, é possível ajudar”.

Para Karina Cestari, médica psiquiatra, a iniciativa é importante para prevenir o sofrimento psíquico. “Sabemos que esses fenômenos, como a depressão, a ansiedade e outras patologias são fatores primordiais no desenvolvimento do comportamento suicida. Então, a discussão a respeito desse tema, de como as intervenções precoces contribuem, são importantes para o combate do estigma, para que as pessoas tenham um tratamento adequado”.

De acordo com Fernando Faleiros, mestre em Psicologia, é importante que as empresas deem atenção para a saúde mental dos seus colaboradores. “O mais importante, na sequência, é que não fiquemos presos somente ao mês e a campanha seja o chamariz o desenvolvimento de atividades que visem a qualidade no trabalho e melhor saúde dos colaboradores”.

Mirian Cangussu, coordenadora do Centro Integrado de Atenção Psicossocial (Ciaps) da Cassems, explica que o atendimento psicossocial é uma prioridade para o plano de saúde. “Hoje, em Campo Grande, temos duas unidades de atendimento e 18 profissionais. Houve um reforço para o atendimento aos beneficiários e, hoje, nesta roda de conversa, queremos atender aos colaboradores também. Queremos cuidar de quem cuida”.

Para o auxiliar administrativo da Cassems, Guilherme Santana, a atenção para a saúde mental contribui para que os colaboradores tenham mais condições de trabalho. “Hoje, a saúde mental tem sido o pilar de várias situações tristes para a nossa sociedade. Ao quebrar o tabu com informações sobre o suicídio, a depressão e a ansiedade, fazendo com que nossos colaboradores tenham conhecimento de que é possível tratar isso, damos uma longevidade maior para a saúde dos colaboradores e, ao ser humano, enquanto sociedade”.

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, explica que o seminário é fundamental para dialogar com os colaboradores. “Nós estamos vivendo uma epidemia de doenças mentais no mundo todo e não é diferente em nosso estado. Então, também temos que entender que, não é porque trabalhamos com saúde, que os nossos profissionais não estão sujeitos à essas doenças. Portanto, fazer a prevenção, trazer o conhecimento dessas questões, é importante para ter colaboradores preparados para atenderem com tranquilidade e uma estrutura física e mental adequada aos nossos beneficiários”.