Pedro Lima é presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Dourados – Divulgação

Dourados, segunda maior cidade e economia de Mato Grosso do Sul, com quase 250 mil habitantes, deverá apresentar em 2020 um crescimento extraordinário, por conta principalmente de seu povo aguerrido e trabalhador. O aumento das exportações deverá alavancar o agronegócio da região, assim como de todo país, a curtíssimo prazo.

No último trimestre de 2019 a economia local, um espelho da nacional, já demonstrou uma reação bastante positiva com o aumento dos negócios e, consequentemente no crescimento do emprego e renda.

O ritmo de crescimento vem-se confirmando neste início de ano e é por conta disso que não temos dúvida de que será um 2020 abençoado, de retomada ao ritmo acelerado de desenvolvimento.

Como o agronegócio em Dourados e região, é o carro forte da economia, é ele quem vai impulsionar os outros setores ao desenvolvimento, aquecendo, por exemplo a indústria da construção civil e o comércio, setores que mais empregam trabalhadores na cidade.

As eleições municipais, que marcarão também este ano, devem contribuir também para o aquecimento da economia de Dourados, do Estado e do país. Isto porque a tendência é de maiores investimentos principalmente em obras de infraestrutura, com recursos do município, Estado e União.

Muito embora o município de Dourados não tem feito grandes investimentos nessa área, certamente por conta de má gestão pública. Nossa cidade poderia contar com maiores e melhores investimentos em todas as áreas visando a melhoria da qualidade de vida de todos, das famílias douradenses. Entretanto esperamos que dias melhores sejam registrados futuramente para que o município tenha o alicerce necessário para um maior desenvolvimento de sua economia, dos negócios.

Esperamos que as nossas autoridades sigam sempre o exemplo do povo, que é aguerrido e trabalhador, para que Dourados alcance o crescimento que almeja e merece para que as famílias sejam mais felizes e com qualidade de vida em todos os cantos da cidade.

Da parte da união, esperamos que especialmente o Congresso Nacional tome as providências necessárias para que tenhamos leis que realmente venham de encontro aos anseios do povo. Que sejam rigorosos contra todo tipo de crime, inclusive de corrupção, que deveria ser enquadrado como crime hediondo; Que acabem com regalias com o dinheiro público nos três poderes e que não emperrem o desenvolvimento dos setores produtivos do país e sejam justos com os trabalhadores brasileiros.

Câmara de Ponta Porã_Audiência Prestação de Contas