Outros dois alvos são dois ex-chefe e secretário já presos

Os alvos da operação foram levados para o MPE em Dourados prestar esclarecimentos antes de prisão – Foto: Assessoria MP-MS

Os cinco mandados de prisão da terceira fase da Operação Pregão deflagrada na manhã desta quinta-feira em Dourados foram cumpridos pelo Gaeco. Foram presos o tesoureiro da Prefeitura de Dourados, Jorge de Castro, um casal de empresários identificado apenas como Ademir e Madalena, e mais dois alvos que já estão presos.

São eles o ex-chefe de licitações da prefeitura de Dourados, Anilton Garcia e o ex-secretário de Fazenda João Fava Neto.

Anilton, que havia sido beneficiado na terça-feira (12) por um habeas corpus do STJ (Superior Tribunal de Justiça), teve seu mandado de prisão cumprido dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) pela manhã, enquanto o de João Fava foi cumprido no Centro de Triagem, em Campo Grande, onde ele está preso desde janeiro deste ano.

Jorge foi encaminhado ao Ministério Público para prestar esclarecimentos antes da prisão. Todos os mandados foram expedidos pelo juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.