Sergio Nogueira destaca ações de fiscalização no enfrentamento e combate à Covid-19

Frente Parlamentar durante fiscalização – Foto: Assessoria

O vereador Sergio Nogueira (PSDB), secretário da Frente Parlamentar de Acompanhamento dos Recursos Recebidos e Destinados ao Enfrentamento e Combate à Covid-19, destacou durante a sessão desta semana as ações que estão sendo realizadas. O grupo de parlamentares visitou a Fundação de Serviços de Saúde de Dourados (Funsaud) para analisar a situação da gestão em Saúde, principalmente no que se refere à quantidade de materiais, equipamentos e remédios disponíveis para atendimento.

A Frente é composta ainda, pela vereadora Daniela Hall – presidente, e membros os vereadores Elias Ishy (PT), Olavo Sul (MDB) e Júnior Rodrigues (PTB). Com a duração de seis meses, a proposta é acompanhar e fiscalizar todas as despesas realizadas em ações destinadas a combater os efeitos da pandemia do coronavírus.

Na Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) que subsidia a UPA e o Hospital da Vida, Sergio Nogueira afirma que existem equipamentos de proteção, por exemplo, para os próximos 30 dias. “Recebemos várias denúncias da falta de Equipamentos de Proteção Individual. No meu mandato já havia encaminhado requerimentos solicitando informações à administração municipal sobre a quantidade e distribuição de EPI’s aos profissionais que estão atuando na linha de frente em combate a pandemia da Covid-19 no município e nas aldeias, Jaguapiru, Bororó e no Panambizinho. E, com esta visita, verificamos que todos os EPI’s estão comprados e à disposição para atender os trabalhadores da saúde na UPA e HV”, disse o vereador.

Dourados é uma cidade importante, sede de macrorregião do estado, que atende os 33 municípios da região, com mais de 800 mil habitantes. Durante sessão ordinária, Sergio Nogueira questionou o secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, sobre os recursos que chegam da União. “Dourados é a terceira da macrorregião em termos de recebimento de recursos para o tratamento da saúde. Os valores somam a quantia de R$ 15 milhões, sendo inferior, no que se refere à per capita, que as regiões de Campo Grande e Corumbá”, ressaltou. Em resposta, o deputado federal licenciado afirmou que estão fazendo estudos para o equilíbrio da destinação dos recursos às quatro macrorregiões de Mato Grosso do Sul.

“As Frentes Parlamentares são importantes para acompanhar as ações do Executivo. Estamos trabalhando na fiscalização e monitorando os recursos que o município recebe. Fazemos ações diretamente do mandato, mas a Frente é mais um instrumento de controle que o Legislativo tem de acompanhamento da execução das despesas e recursos relacionados diretamente ao combate e à mitigação aos efeitos da Covid-19”, enfatizou Sergio Nogueira.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui