Até o momento, 87% das urnas já foram apuradas

Senador Bernie Sanders venceu com vantagem estreita a primária em New Hampshire – Foto: AFP

Durante a segunda prévia do Partido Democrata para definir seu candidato na corrida pela presidência dos Estados Unidos, o senador Bernie Sanders venceu com vantagem estreita a primária em New Hampshire. “Acabamos de vencer a primária de New Hampshire. O que fizemos juntos aqui é nada mais que o começo de uma revolução política.

Graças a essa vitória, também ganharemos a seguir”, anunciou Sanders na frente de uma multidão de apoiadores. Com 87% das urnas apuradas nesta quarta-feira (12), o senador socialista confirma as previsões ao receber 26% dos votos, cerca de dois pontos percentuais a mais que o ex-prefeito de South Bend Pete Buttigieg, que garantiu 24,4% e nove delegados, após ter vencido em Iowa. Ambos saem da urna fortalecidos como líderes da corrida e como representantes das duas almas do partido, “a radical e a moderada”. Morando na vizinha Vermont, Sanders teve a vantagem de disputar praticamente em casa a primária realizada neste pequeno e progressivo estado considerado branco e progressista que é Nova Inglaterra, onde em 2016 triunfou com 60,40% dos votos, ultrapassando em 22 pontos sua única rival, Hillary Clinton. Hoje, no entanto, ele teve de lidar com outros nove candidatos, que dispersaram a votação, embora dois já tenham anunciado sua desistência: o empresário Andrew Yang e o senador do Colorado Michael Bennet. O ex-governador de Massachussetts Deval Patrick é outro que deve anunciar sua retirada da disputa ainda nesta quarta-feira (12), segundo a imprensa americana. O prefeito Buttigieg, por sua vez, também pode cantar vitória.

“Você escolheu uma nova era de desafios com uma nova geração de líderes”, afirmou ele, na frente de seus apoiadores, agradecendo ao seu marido Chasten, “o amor da minha vida que me mantém no chão”, e todos os candidatos a “quem admiro e respeito desde quando era estudante”. Em seu discurso, Buttigieg também foi capaz de apelar aos independentes e “futuros ex-republicanos” para criar uma coalizão “ampla e inclusiva”, além de atacar Donald Trump, “o presidente mais divisor da história americana que comprometeu a credibilidade dos Estados Unidos no mundo”. A surpresa da noite foi a senadora do centro de Minnesota Amy Klobuchar, que terminou em terceiro lugar, com quase 20% dos votos, minando a liderança de Buttigieg e claramente vencendo a disputa feminina com a rival Elizabeth Warren, que caiu do pódio com menos de 10% dos votos. A ascensão de Klobuchar foi prevista pelas pesquisas, mas é uma verdadeira façanha. “Olá América, eu sou Amy Klobuchar e vencerei Donald Trump”, diz a senadora ao se apresentar para seus fãs.

Já Warren, no entanto, ainda não jogou a toalha, contradizendo as previsões de Trump de que ele a levou de volta para casa para “tomar uma boa cerveja gelada com o marido”.

“A batalha para salvar nossa democracia é uma batalha árdua, mas nossa campanha é construída para uma longa distância e nós apenas começamos”, ressaltou. A senadora ainda parabenizou Sanders, Butttigieg e Klobuchar, mas disse que “a batalha entre facções em nosso partido teve uma mudança acentuada nas últimas semanas” e acha que ela ainda é a melhor candidata a ingressar no Partido Democrata. O outro derrotado “anunciado” da noite é o candidato moderado Joe Biden que foi pior do que o esperado, passando do quarto lugar em Iowa para a quinta colocação em New Hampshire, com vergonhosos 8,4% dos votos.

O ex-vice-presidente de Barack Obama, que começou a corrida como favorito, havia anunciado que, após o golpe sofrido em Iowa, não aceitaria outro em New Hampshire. O golpe foi tanto que ele preferiu “fugir” para as urnas na Carolina do Sul que, junto com Nevada, é sua última esperança graças a população negra e latina. “Minha corrida ainda não acabou, estamos apenas no começo. A comunidade afro-americana e hispânica ainda não se manifestou”, afirmou. Mas no próximo dia 3 de março, o teste da Super Terça o espera, quando o bilionário Michal Bloomberg, que tem se mantido como um “outsider” desde que formalizou sua candidatura, entrará em campo.

Da AnsaFlash

Câmara de Ponta Porã_Audiência Prestação de Contas