Adryan Caetano, já fardado, posa ao lado dos policiais militares que realizaram o seu sonho – Divulgação

Realizar qualquer sonho, por mais ínfimo que seja ele, é uma grande realização no cotidiano de uma pessoa, principalmente quando trata-se de uma criança de apenas cinco anos de idade, e dois policiais militares, sendo um subtenente e um soldado lotados no 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar) concretizaram o sonho, após autorização do comandante-geral da corporação, Tenente-coronel Carlos Silva.

Com sonho de ser policial militar, Adryan Felipe Caetano Ferreira, sempre se manifestou para a mãe Camila Caetano Ferreira, 33 anos, o sonho de ter uma farda da PM (Polícia Militar), assim como andar em uma viatura da corporação nem que fosse por alguns metros da rua aonde reside, que é a Aniversindo Alves Silveira, n.º 2.920, residencial Terra Roxa.
Sabedora do sonho do filho, a mãe procurou pelo subtenente Jackson que no momento estava de serviço juntamente com o soldado Coelho em uma guarnição que presta serviço comunitário no bairro e na região, e a eles Camila Caetano explicou o fato.

Os policiais militares, em especial o subtenente ouviram atentamente a história narrada pela mãe de Adryan Caetano, e estes informaram a ela que iriam levar ao conhecimento de seu comandante o sonho e o desejo do filho dela, caso fosse consentido, os mesmos realizariam o sonho do garoto.

Farda de presente

Passado os dias, Camila Caetano para não criar expectativa no seu filho, ficou na espera de um resultado feliz na história narrada por ela para os policiais militares, e em uma quinta-feira, dia 03 de outubro de 2019, por volta das 15 horas, em frente a sua residência a viatura da Polícia Militar estacionou, e do interior dela desceram o subtenente/PM Jackson e o soldado/PM Coelho para realizar o tão desejado e sonho da criança.

Após dar a tão sonhada volta de viatura com os policiais militares pelas ruas do bairro, Adryan Caetano foi presenteado com um conjunto de fardamento oficial, inclusive com a divisa de subtenente nos ombros similar aos dos integrantes da corporação no tamanho propício a estrutura física do garoto, que foi confeccionado com o seu nome de guerra “subtenente Adryan e o seu tipo sanguíneo que é A-“, a pedido do subtenente, que sensibilizado pela história da mãe sobre o fato, realizou o sonho do garoto.

“Venho a público do fundo do meu coração agradecer ao subtenente e ao seu companheiro de farda, por ter realizado o sonho do meu filho. Que Deus os proteja e os abençoe sempre, e que no futuro, caso o meu filho vier a ser mesmo a realizar o seu sonho de hoje, que é o de ser um policial militar, que tenha no subtenente Jackson e no soldado Coelho, um espelho para fazer a sua carreira na corporação”, disse Camila Caetano, agradecendo também em nome dos dois policiais militares, o trabalho que os demais integrantes do 3º BPM, sob o comando do Tenente-coronel/PM Carlos Silva, vem realizando em prol da defesa do povo douradense e das cidades da região que estão sob a responsabilidade da corporação.