Polícia Militar de Dourados foca no preventivo e registra quarta-feira tranquila na cidade

Canil do 3º BPM vem fazendo um trabalho irrepreensível no combate ao tráfico “formiguinha” – Divulgação/PM

O trabalho preventivo realizado pelos policiais militares de Dourados tem surtido efeito prático nas ruas da cidade, sendo que nesta quarta-feira foram registrados 23 atendimentos, sendo que desse 18 foram de cunho exclusivamente preventivos e comunitários.

Trabalho preventivo conta com o reforço operacional dos alunos do Curso de formação de Cabos e Sargentos, que frequentam o curso na sede de ensino de Dourados e que tem em sua carga horária acadêmica a matéria de estágio supervisionado, onde os policiais já executam o treinamento prático de suas novas funções.

O planejamento operacional do 3º BPM tem privilegiado essas ações preventivas de abordagem e principalmente de atendimento a comunidade, visando estabelecer uma relação social mais próxima com a comunidade e, com isso, aumentar a sensação de segurança em nossa cidade.

Foram atendidas ainda duas ocorrências de acidentes de trânsito e duas ocorrências por dirigir sem CNH, encaminhando 4 pessoas às delegacias de Dourados.

Equipes do GETAM, Rádio Patrulha e Força Tática também participam do planejamento operacional e das operações, com ações mais incisivas e pontuais contra ações criminais em Dourados.

A Agência Local de Inteligência monitora denúncias e informações sobre ações criminosas na região de Dourados, e com apoio das equipes operacionais do SIG da Polícia Civil, e parceria com o DEFRON, GMD e PF, vem desvendando e resolvendo diversos crimes realizados em nossa cidade.

O Canil do 3º BPM vem fazendo um trabalho irrepreensível no combate ao tráfico “formiguinha” e principalmente as bocas de fumo instaladas na cidade. No ano de 2017, somente o Canil do 3º BPM foi responsável pela apreensão de mais de 3 toneladas de drogas dentro da cidade de Dourados.

Ações nas escolas tem ganhado corpo nos últimos anos, principalmente com o implemento das ações do projeto “Diga Não ao Crime”, projeto que visa inibir a iniciação criminal de jovens e adolescente na linha e faixa de fronteira do nosso estado. O projeto, coordenado e idealizado pelo Subtenente Julio CT Argueho, já atendeu mais de 12 mil pessoas desde de 2015.

Operações conjuntas, envolvendo o aparato logístico da SEJUSP como viaturas de outras cidades do helicóptero do GPA, bem como o apoio de outras forças de segurança também tem atraído ótimos resultados na região e combate ao crime organizado em Dourados e na região de fronteira.

Para o comandante do 3º BPM, Tenente Coronel Carlos Silva, um dos principais motivos do sucesso no policiamento realizado pela unidade e a queda dos índices criminais, conforme apresentado pela SEJUSP, é a qualidade, capacitação e empenho dos policiais militares.

“Nossos policiais são rotineiramente qualificados e capacitados, vez por cursos de formação para suas promoções dentro da carreira militar, vez por capacitação especifica, para atuarem em policiamentos especializados, o que nos traz uma gama de conhecimentos que acabam sendo repassados aos demais policiais, tornando as equipes mais fortes e mais coesas, capazes de fazer o enfrentamento de situações críticas ou diferenciadas, de forma técnica e profissional”, conclui o comandante.