Desde segunda-feira (22/01) uma sala do Senai de Campo Grande é utilizada pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) para oferecer o serviço de cadastramento biométrico dos eleitores. A iniciativa, que prossegue até a próxima sexta-feira (26/01), foi alinhada pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen, e a presidente do TRE-MS, desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, durante reunião realizada no fim do ano passado.

Segundo Sérgio Longen, o serviço está sendo disponibilizado para os funcionários do Sistema Fiems e aos alunos dos cursos profissionalizantes do Senai em Campo Grande, bem como para a comunidade em geral que mora nas proximidades do Bairro Amambaí. “No ano passado, me reuni com a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges e expliquei a importância da montagem desse posto de cadastramento biométrico de eleitores aqui no Senai. Ela atendeu a minha solicitação, compreendendo que seria mais um espaço de atendimento à população”, pontuou.

O presidente da Fiems informa que, nos próximos dias, pretende conversar com a presidente do TRE-MS para viabilizar um posto volante de cadastramento biométrico de eleitores para levar esse serviço até as indústrias de Campo Grande. “A minha intenção é atender os trabalhadores das indústrias. Entendo que será um grande desafio, mas estamos nos ajustes finais para levar o serviço até os nossos industriários”, reforçou após aproveitar o posto montado no Senai para já fazer o cadastramento biométrico.

Comodidade

No posto montado pelo TRE-MS no prédio do Senai de Campo Grande, estão em operação três guichês que realizam os atendimentos por ordem de chegada, das 8 às 17 horas, sem intervalo de almoço. De acordo com a auxiliar de cartório eleitoral da 53ª Zona Eleitoral, Eliete Fonseca Moraes, responsável pelo posto de cadastramento biométrico, a intenção é atender pelo menos 600 pessoas até sexta-feira (26/01).

“No primeiro dia de atendimento, foram 123 pessoas, enquanto apenas no período da manhã desta terça-feira (23/01) foram mais 60 pessoas. A maioria dos eleitores atendidos até agora é formada por funcionários do Sistema Fiems, além de muitas pessoas idosas que moram na região”, informou Eliete Moraes, elogiando a iniciativa da Fiems de disponibilizar um local para a instalação de um posto de cadastramento biométrico de eleitores.

“O nosso objetivo é atingir 100% dos mais de 300 mil eleitores de Campo Grande até o dia 18 de março e, portanto, todo o espaço destinado para que o TRE possa utilizar para fazer o cadastramento biométrico só tem a agregar ao nosso trabalho”, destacou a auxiliar de cartório eleitoral da 53ª Zona Eleitoral. A técnica de nível superior do Senai, Val Reis, também aprovou a iniciativa da Fiems e TRE-MS de disponibilizarem um posto de cadastramento biométrico de eleitores no prédio do Senai.

“Estava adiando para fazer o cadastramento biométrico há algum tempo devido à grande quantidade de pessoas nos postos de atendimentos já existentes na cidade. Quando soube que tinha um posto de atendimento no Senai de Campo Grande comemorei, afinal fica ao lado do meu local de trabalho, que é no Edifício Casa da Indústria. Trouxe os meus documentos e o atendimento foi bem rápido, sem filas. Facilitou bastante para nós”, garantiu Val Reis.

Para fazer o procedimento, que é obrigatório para os eleitores de Campo Grande, o eleitor deve levar via original de um documento oficial de identificação com foto e comprovante de residência atualizado. Homens maiores de 18 anos de idade que irão tirar o título pela primeira vez devem também apresentar o comprovante de quitação do serviço militar, com cópia.

Serviço – O Senai de Campo Grande fica na Rua Engenheiro Roberto Mange, s/n, Bairro Amambaí.