Com tema voltado à bioeconomia, a programação da Semana vai até sábado, 5, com diversas atividades, incluindo feiras científicas

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) inicia na próxima segunda-feira, 30, a edição 2019 da Semana de Ciência e Tecnologia. O evento, que é um dos mais importantes do calendário anual da instituição, será realizado em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

A programação completa em cada município e o acesso ao sistema de inscrições estão disponíveis na página da SCT. Estão previstas palestras, minicursos e oficinas, além das feiras de ciência e tecnologia que reúnem estudantes do Instituto e dos municípios da região. As atividades vão até sábado, 5, com entrada gratuita e parte delas aberta ao público.

“Durante o ano desenvolvemos várias atividades dentro da instituição ligadas à pesquisa, tecnologia e inovação. Esse é o momento que temos para mostrar o resultado desse trabalho para um público mais amplo, podendo receber contribuições externas e avaliar o caminho tomado”, apontou a diretora executiva de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do IFMS, Caroline Aires.

O tema deste ano é “Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável”. A escolha da economia ecológica segue a proposta do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para o evento, que ocorrerá em todo o país no mês de outubro.

Programação – Confira detalhes sobre as atividades da SCT nos dez campi do Instituto:

Em Aquidauana, a Semana, que vai de 2 a 4 de outubro, terá exposição de fotografias, competição de engenharia com material reciclável, bate-papo sobre turismo sustentável e um passeio interativo pelo IFMaker – laboratório de suporte à inovação e ao aprendizado do IFMS. Parte das oficinas já estão esgotadas.

Na Capital, as atividades também vão do dia 2 a 4 de outubro. A abertura oficial terá uma mesa-redonda sobre bioeconomia. Outro destaque é o Fórum Pesquisadores, aberto a professores e pesquisadores nas mais diversas áreas.

Em Corumbá, a Semana começa na segunda-feira, 30, e terá sessão de cinema, gincana escolar e um projeto voltado ao incentivo da alimentação saudável entre servidores e estudantes. As atividades vão até 2 de outubro. Parte das oficinas e minicurso se encontram com inscrições esgotadas.

Em Coxim, as atividades também vão do dia 30 de setembro a 2 de outubro. Estão previstos workshops sobre o desenvolvimento da técnica pitch e a construção de projetos científicos para feiras nacionais e internacionais.

Em Dourados, são realizadas exibição de filmes, um seminário sobre o filósofo italiano Giordano Bruno e a primeira edição do Seminário Educação e Tecnologia (Setec), que reúne pesquisadores de Dourados e região. Parte das atividades já se encontra com inscrições esgotadas. A Semana será realizada de 1º a 4 de outubro.

Em Jardim ocorrem exposições artísticas e tecnológicas, uma roda de conversa sobre a participação das mulheres na ciência, um seminário sobre estágio e residência pedagógica e o Observatório de Profissões. As atividades vão de 30 de setembro a 4 de outubro. Parte delas já se encontra com inscrições esgotadas.

Em Naviraí, a abertura da Semana terá uma palestra sobre trabalho, emprego e renda. Outras atividades previstas são uma maratona de programação e a inauguração do Núcleo de Tecnologia da unidade, voltado à tecnologia, criatividade, incubação de empresas, prototipagem e inovação. No campus, as atividades vão de 2 a 5 de outubro.

Em Nova Andradina, o evento se inicia no dia 30 de setembro e vai até 4 de outubro. A abertura será na Câmara Municipal com uma palestra sobre o tema da Semana. Outro destaque é a exposição de trabalhos feitos por alunos do do ensino fundamental do município. As atividades ocorrem também no campus, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS) e Sindicato Rural de Nova Andradina.

Em Três Lagoas, a Semana, que vai de 30 de setembro a 4 de outubro, prevê exposição e observação astronômica, preparação para olimpíadas escolares, exibição de filmes, observatório de egressos, apresentações artísticas e visita aos projetos de engenharia e automação.

O Campus Ponta Porã ainda não divulgou a programação local do evento.

Feiras – Durante a SCT, também são promovidas as feiras de ciência e tecnologia do IFMS, que reúnem trabalhos de estudantes do ensino fundamental e médio do estado.

“É um espaço tanto para os nossos estudantes quanto para os das demais escolas. As feiras permitem que, desde o ensino fundamental, o aluno possa estar preparado para observar problemas cotidianos e buscar soluções para eles”, ressaltou Caroline.

A edição 2019 reunirá 847 trabalhos, que serão expostos e avaliados pelas comissões locais. O número é 6,5% maior com relação à edição do ano passado. A relação dos trabalhos selecionados está disponível na Central de Seleção.

Os trabalhos apresentados serão divididos de acordo com as seguintes áreas do conhecimento: Ciências Biológicas e da Saúde; Exatas e da Terra; Humanas, Sociais Aplicadas e Linguística; Agrárias e Engenharias; e Multidisciplinar, para projetos com mais de uma área predominante.

Todos os autores receberão certificado de participação. Serão premiados trabalhos nas categorias nível médio/técnico integrado e nível fundamental, além de melhores pôster/banner, maquete/protótipo, apresentação oral, relatório, e projeto na categoria nível médio/técnico.

Semana de Ciência e Tecnologia – Organizado desde 2010, o evento é promovido anualmente nos campi da instituição.

Por meio dele são realizadas uma série de atividades para a divulgação de ações desenvolvidas por estudantes e servidores da instituição nas áreas do ensino, pesquisa e extensão. São palestras, oficinas, mesas-redondas, além das feiras de ciência e tecnologia.

O evento segue o cronograma e o tema central da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Mais informações estão disponíveis na Página da SNCT.