Anunciado na última sexta-feira como novo técnico do Fluminense, Marcelo Oliveira será apresentado nesta terça-feira, ao lado do diretor de futebol Paulo Angioni, que chega para a vaga deixada por Paulo Autuori. A dupla terá a missão de tranquilizar o ambiente, abalado pela nada esperada saída de Abel Braga e por um cenário político conturbado. Isso sem falar na realidade financeira, que gera atrasos nos vencimentos do plantel.

Marcelo Oliveira já teve uma série de conversas com Angioni, que foi um dos responsáveis pela sua contratação, e com os dirigentes tricolores, sendo informado de todo o cenário. O treinador foi orientando a trabalhar em conjunto com as categorias de base, já que o dinheiro para contratações de reforços é muito curto.

Apesar do pouco orçamento, alguns nomes serão buscados, mas ainda dependerão do aval do treinador. O ataque continua sendo a prioridade, pois João Carlos, contratado após se destacar pela Cabofriense no Campeonato Carioca, não agradou e Pedro é a única opção de centroavante.

Tendo ganho destaque com os dois vices do Coritiba na Copa do Brasil em 2011 e 2012, Marcelo Oliveira se consagrou mesmo em 2013 e 2014, quando levou o Cruzeiro ao bicampeonato brasileiro. No meio dos dois trabalhos uma rápida passagem pelo Vasco, na sua única experiência no futebol carioca como treinador, uma vez que jogou pelo Botafogo.

Dentro de campo, o elenco do Fluminense foi liberado para um período de folga e só retorna aos trabalhos justamente nesta terça-feira. Assim, a diretoria cumpriu a promessa de apresentar um novo comandante antes de que a lacuna deixada por Abel prejudicasse a preparação do Tricolor. O próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro, que está paralisado para a disputa da Copa do Mundo, será em 19 de julho, no clássico carioca com o Vasco pela 13ª rodada.

Da Gazeta Esportiva