O maior benefício de uma crise é justamente este: força-nos a pensar diferente. Sair fora da telinha, do sempre foi assim e enxergar novos resultados”

  • Por Gilclér Regina

O medo de errar aumenta consideravelmente a possibilidade de errar. O medo paralisa, faz você perder muito tempo com possibilidades, planejamentos, reuniões, sugestões… E por causa dele não se coloca os projetos em prática. Não vemos as coisas como são, as vemos como somos.

O imediatismo típico de muitas empresas brasileiras faz com que seus líderes fiquem pensando nos efeitos da chamada crise da economia e se esquecem de treinar o seu pessoal. Não atendem pessoalmente os seus clientes, não conhecem mais os seus funcionários e quando perdem negócios, culpam o mundo.

Muitos jogam a culpa dos seus erros nos outros, preocupando-se mais com isso ao invés de encontrar possíveis soluções. A reflexão é esta: Pare de dar desculpas, elas nascem da insegurança de enfrentar o erro. Sempre haverá a possibilidade tanto de perder como de ganhar. Muitas pessoas “têm medo de ganhar”.

O mercado é interessante, assemelhando-se a uma copa do mundo. É preciso conhecer muito bem o seu time e avaliar com exatidão como vai o time dos outros, quem são as estrelas dos concorrentes, quem está marcando gol, qual é a melhor defesa, quem faz a diferença… Quem não fizer isso, corre o risco de levar de goleada.

Acontece que ao olharmos para o nosso umbigo, isto é, para dentro da nossa empresa, veremos que existem pessoas ótimas, marcando gols e atingindo os objetivos e metas, executando o que foi planejado…

Mas também teremos a oportunidade de ver pessoas que estão marcando gols contra, que acham que o cliente é uma maldita amolação, pessoas não comprometidas com a empresa e o negócio, e desmotivados que acham que nada vai dar certo.

A crise quase sempre está na expectativa, isto é, na cabeça das pessoas.  E quando ela existe de verdade, o que diferencia você da multidão é justamente ir para o ataque.

A diferença entre o comum e o excelente está na palavra mais importante do dicionário: Atitude! E o foco desta atitude vem em outra frente de trabalho chamada resultados e estes somente acontecem com o poder da Iniciativa.

Quando o Japão despontou como potência econômica do mundo, nós percebemos que o que aconteceu foi o seguinte: O americano escreveu o livro… O japonês leu!

Para fugir de crises ou momentos difíceis e se obter melhores resultados os líderes deverão aprender a potencializar uma massa que se encontra estagnada e sem desafios – E se tem uma coisa que move o mundo é justamente o desafio.

O fracasso descobre o gênio. O fracasso fortifica aos fortes e é um tempero indispensável para as vitórias. Não procure emprego, procure trabalho. Ah! Não procure trabalho, procure clientes. Isso fará toda diferença!

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

· Gilclér Regina é Escritor e Palestrante Profissional

Uma pessoa simples que se transformou num dos mais reconhecidos Conferencistas do país, com atuações também no exterior.

(PALESTRAS): www.gilclerregina.com.br/contato