Concurso do Ministério Público da União é um dos mais aguardados do ano

Reajuste salarial e relevância do órgão atraem candidatos de todo o Brasil

O certame para o Ministério Público da União (MPU) é um dos mais esperados pelos concurseiros, tanto pela remuneração quanto pela importância de atuar no órgão. O MPU engloba o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Entre as atribuições dos servidores estão zelar pela observância e pelo cumprimento da lei, defender o patrimônio público e social, os interesses sociais e da coletividade.

O concurso já publicou a distribuição de vagas para remoção interna, processo que é essencial para definir o número real de postos a serem preenchidos. Atualmente há 1.762 posições vagas no MPU. A estimativa é de que o edital seja publicado no segundo semestre deste ano. Serão ofertadas vagas para analista (nível superior) e técnico (nível médio).

A Lei Orçamentária Anual de 2017 prevê a contratação de 681 novos servidores para o órgão. Os salários devem ser muito atrativos, já que a Lei 13.316/2016, sancionada por Michel Temer, instituiu reajuste salarial de 12% aos servidores. O pagamento está dividido em oito parcelas durante quatro anos.

Com esses reajustes, para carreira de técnico, em junho deste ano, a remuneração será de R$ 6.376,41, e para analista, de 10.461,90. Em janeiro de 2019, quando todas as parcelas já forem pagas e o aumento salarial for de 12%, os técnicos vão ganhar R$ 7.591,37 e os analistas, R$ 12.455,30.

Embora as vagas ainda não tenham sido definidas, a expectativa é de que diversos cargos ofertados no concurso de 2013 sejam contemplados no certame de 2017. Quem organizou o concurso de 2013 foi a Cespe/UnB. O MPU ofertou vagas para técnico e analista em diversas áreas de atuação.

O concurso do primeiro semestre de 2013 do órgão (2013/1) tinha oportunidades apenas para analista – área de atividade: apoio jurídico – especialidade: direito; e técnico – área de atividade: apoio-técnico-administrativo – especialidade: administração. Já no segundo concurso de 2013 (2013/2), foram disponibilizadas vagas de analista e técnico para diversas áreas de atividade.

Para analista, foram ofertadas oportunidades para as áreas de antropologia, arquitetura, biblioteconomia, comunicação social, contabilidade, economia, educação, enfermagem, engenharia, estatística, finanças e controle, geografia, gestão pública, medicina, oceanografia, odontologia, planejamento e orçamento, psicologia, serviço social e tecnologia da informação e comunicação.

Para o cargo de técnico do MPU, as vagas eram para as áreas de enfermagem, saúde bucal e tecnologia da informação e comunicação.