Após quase 3 meses, cidade epicentro da pandemia na China encerra quarentena

Moradores poderão sair da cidade chinesa pela 1ª vez desde 23 de janeiro – Foto: EPA

Após 11 semanas, a China encerrou formalmente na madrugada desta quarta-feira (8), data local, o isolamento em Wuhan, imposto no dia 23 de janeiro como uma medida para conter a disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no território chinês.

A partir de agora, os moradores da região vão conseguir sair de suas casas sem autorização especial, mas terão que baixar um aplicativo no celular com dados sobre sua saúde e de controle de seus movimentos.

O fim da quarentena foi marcado com um espetáculo de luzes. Além disso, estradas e ruas da cidade registraram trânsito e diversas pessoas viajaram de trens e aviões para sair da região.

A cidade de Wuhan foi o primeiro epicentro da doença na China, onde 3.331 pessoas morreram. O número diário de mortes, no entanto, está caindo há semanas.

O país registrou nesta terça-feira, 07, apenas 32 casos de infecção por coronavírus, sendo todos importados e, pela primeira vez, não teve mortes, segundo a Comissão Nacional de Saúde (NHC).

Da AnsaFlash