Após 5 anos, servidores da prefeitura de Dourados têm correção salarial

Por maioria de votos, Câmara de Vereadores aprovou proposta de 2,68% para todos os servidores, retroativo a 1º de abril 

Após cinco anos sem correção salarial, os mais de 5 mil servidores da prefeitura de Dourados vão ter reposição de 2,68% em seus vencimentos. Projeto de lei neste sentido foi aprovado na noite de segunda-feira pela Câmara de Vereadores e contempla todas as categorias de servidores, inclusive aposentados e pensionistas. Não serão corrigidos, agora, os salários da prefeita e dos detentores de cargos em comissão referência DGA1.

A reposição de 2,68% corresponde ao IPCA (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) e é retroativo a 1 de abril de 2018. O projeto foi elaborado mediante estudos das secretarias municipais de Administração e de Fazenda sobre a capacidade de arrecadação do município, obrigações financeiras vincendas e as limitações impostas pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

A secretária municipal de Administração, Elaine Boschetti Trota diz que a intenção da administração, conforme pedido da prefeita Délia Razuk, era conceder um aumento real para o funcionalismo municipal, “mas infelizmente, diante das limitações financeiras do município e do índice prudencial estabelecido pela lei fiscal, não foi possível um índice maior, como desejam os servidores”.

Já a secretária de Governo Patrícia Donzelli Bulcão diz que este tema já vinha preocupando a prefeita desde o ano passado. “Na tentativa de reduzir despesas e potencializar a receita, já visando possível reajuste salarial, a prefeita determinou cortes de gastos, a começar pelo fim de alugueis de prédios para abrigar órgãos da prefeitura e, também, com economia no consumo de água e energia elétrica, entre outros. No entanto, não foi possível ir além da correção da inflação. Mas a reposição aprovada agora é um começo. Futuramente ainda pode melhorar”, disse.