Presidente dos EUA disse que tem tomado uma mistura do remédio com zinco; nesta 2ª, os EUA passaram de 1,5 milhão de casos e 90 mil mortes

O presidente Donald Trump – Foto: EPA

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (18) que vem tomando preventivamente uma mistura de hidroxicloroquina e zinco há cerca de dez dias e que está “se sentindo bem” e não apresenta sintomas de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Em uma coletiva na Casa Branca, Trump afirmou que toma uma pílula todos os dias, que faz testes para detectar o coronavírus quase diariamente e os resultados têm sido negativos. “Por enquanto estou bem e o que tenho a perder se tomar”, questionou.

O presidente norte-americano disse que não acredita ter sido exposto ao coronavírus, mesmo com relatos de diversos assessores da Casa Branca que já tiveram testes positivos para a doença.

A postura de Trump contraria as recomendações da própria entidade que controla a regulamentação de alimentos e medicamentos nos EUA, a FDA. Um relatório publicado por ela em abril fez alertas contra o uso da hidroxicloroquina fora do ambiente hospitalar ou de um teste clínico, pelo risco de acarretar em arritmia cardíaca.

Além disso, segundo outro estudo, publicado também em abril no International Journal of Rheumatic Disease, ainda não há indícios suficiente de que esse remédio possa ser tomado como forma de prevenção à covid-19.

Novos recordes
Enquanto isso, também nesta segunda-feira, os EUA, país mais afetado pela pandemia de covid-19, ultrapassaram as marcas de 1,5 milhão de casos confirmados da doença e de 90 mil mortos, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Do R7 com Efe

Orteco