Madson poderá garantir transporte integral para os estudantes - Divulgação
Madson poderá garantir transporte integral para os estudantes – Divulgação

O vereador Madson Valente (DEM), juntamente com Pedro Pepa (DEM), apresentou Projeto de Lei nº 051/2017, que acrescenta a Lei Autorizativa 3870/2015 ao artigo 1º, que garante transporte de estudantes dos distritos e zona rural para Dourados.

O transporte de estudantes da zona rural é uma luta antiga de Madson. Buscando a regularização, que é direito dos alunos, o vereador define como essencial o benefício, já que Dourados é conhecida como cidade universidade.

A suspensão do transporte no período diurno, por aproximadamente dois meses, foi o que levou o vereador a discutir o Projeto de Lei junto a Pedro Pepa, buscando uma solução definitiva para o caso e concordando que precisam de amparo legal para a concessão do transporte de forma integral.

“Desde que eu era usuário do ‘transrural’ sempre ocorreram lutas por nossas comunidades, para evitar que os gestores nos cortassem este transporte. Por isso, em 2015, consegui articular para que votássemos a Lei 3870 e hoje novamente estamos acrescentando a esta mesma lei o direito para todos os estudantes, pois desta forma ficará um direito garantido integralmente e assim fechará um ciclo desta luta”, disse Madson.

Os vereadores informaram que este projeto irá para primeira votação na próxima segunda feira (29) e as participações dos pais serão fundamentais e decisivas para garantir aprovação do referido projeto, ajudando na mobilização e demonstrando o quanto é essencial e tranquilizadora esta lei para os moradores dos distritos.

“É importante esta participação, pois poderemos ter surpresas desagradáveis, visto que o projeto poderá receber emendas na intenção de não garantir o transporte para todos os estudantes. Isso é um risco e me preocupa muito, por isso os pais e os alunos precisam se impor para que todos os distritos possam obter este direito e assim garantir o futuro de muitas gerações”, ressaltou o vereador Madson.

Pepa considera a lei um avanço, que garante tranquilidade aos gestores e aos distritos, assim também espera que ela seja aprovada.