Poupança da caixa apresenta captação líquida positiva pelo 2º mês

Entre abril e maio, Poupança da CAIXA obteve captação positiva de R$ 1,1 bi

A Poupança da CAIXA apresentou, entre os meses de abril e maio, captação líquida positiva de R$ 1,1 bilhão. O resultado está alinhado ao movimento de queda da Taxa Selic. Dentre os mais de 69 milhões de poupadores da CAIXA, as classes C, D e E têm sido as responsáveis pelo incremento positivo na captação líquida mensal.

Segundo o vice-presidente de Produtos de Varejo da CAIXA, Fábio Lenza, com a tendência de queda da Selic, a poupança se projeta como um investimento ainda mais atrativo. “Os números demonstram o direcionamento dos investimentos da população para a poupança. “É satisfatório perceber a quantidade de brasileiros que confiam na CAIXA para guardar seus recursos, o que demonstra a credibilidade e a rentabilidade da poupança”, comentou.

O gráfico abaixo simula e compara investimentos na Poupança, CDB e Fundos de Renda Fixa, para um valor de R$ 1.000,00:

Para uma aplicação de R$1.000,00, por seis meses, a rentabilidade líquida da Poupança supera a de um fundo de renda fixa e a de um CDB, nos termos e cenários apresentados na simulação, tendo em vista que não é objeto de tributação e/ou cobrança de taxa de administração.

Com a Taxa Selic, os valores depositados na poupança são remunerados com base na taxa referencial (TR), acrescida de juros de 0,5% ao mês.