Incêndio em hospital no Iraque mata mais de sessenta pessoas

O local tratava de pacientes com o novo coronavírus

Incêndio destruiu o hospital iraquiano – Foto: EPA

Pelo menos 64 pessoas morreram em um incêndio que devastou um hospital em Nassíria, no sul do Iraque, que tratava de pacientes com o novo coronavírus. De acordo com as autoridades locais, a quantidade de vítimas pode aumentar.

O incêndio no Hospital Al-Hussein, que também deixou por volta de 50 feridos, teria começado depois que tanques de oxigênio explodiram em uma unidade de terapia intensiva.

O local foi construído no início da pandemia para cuidar de pacientes com Covid-19. Fora do hospital, dezenas de jovens manifestantes protestaram contra as autoridades iraquianas.

Em um tweet publicado nesta terça-feira (13), o presidente do país, Barham Salih, afirmou que o incêndio no hospital foi uma “catástrofe” e culpou a “persistente corrupção e a má administração que subestima a vida” dos iraquianos.

Salih lembrou de um incêndio em abril em um hospital de Bagdá, que matou 82 pessoas. A tragédia foi provocada pela explosão de cilindros de oxigênio mal armazenados. O caso gerou muita indignação e resultou na renúncia do então ministro da Saúde, Hassan Al-Tamimi.

O Iraque, que vem se recuperando de décadas de guerra e sanções internacionais, registrou mais de 1,4 milhão de casos de Covid-19 e mais de 17 mil óbitos. Boa parte da infraestrutura de saúde da nação não está em boas condições e os investimentos em serviços públicos são prejudicados pela corrupção.

Desde 2019, centenas de iraquianos faleceram nos violentos protestos contra a corrupção do governo local e o desemprego.

Da AnsaFlash

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.