Unidade administrada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) é referência em cirurgias oftalmológicas para 33 municípios

Cirurgias foram realizadas entre os dias 8 e 9 de novembro – Assessoria

O Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados (HRCGD), gerenciado pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul, realizou entre os dias 8 e 9 de novembro 81 cirurgias oftalmológicas de catarata e pterígio e 68 consultas oftalmológicas.

“As cirurgias de catarata e pterígio são destaque na região, aqui atendemos pacientes dos municípios da macrorregião, tais como Amambai, Aral Moreira, Caarapó, Deodapólis, Ivinhema, Japorã, Naviraí, Rio Brilhante e Sete Quedas. A agenda de procedimentos do hospital está em pleno andamento e estamos ultrapassando as metas e otimizando os custos propostos dentro do contrato de gestão de forma transparente e eficaz”, pontuou a diretora-geral da unidade, Patrícia de Oliveira.

A unidade é referência para 33 municípios e realiza média de 208 cirurgias mensais em diversas especialidades. A paciente Jandira Inácia Ferreira, 66 anos, veio de Itaquiraí distante 180 km de Dourados para fazer o procedimento. “Encaminhei todo o processo da minha cidade. Vim somente para a consulta e agora na cirurgia tudo foi rápido”, comentou.

Para a aposentada Idalina Batista Marcondes, 69 anos, do município de Angélica, o mutirão de cirurgias é uma excelente iniciativa. “Operei o olho direto na caravana de cirurgias mês passado e me encaminharam para dar continuidade aqui no hospital, tive um ótimo atendimento. Essas ações agilizam o atendimento dos pacientes”, disse.

O hospital foi criado com objetivo de realizar demandas de baixa e média complexidade, para reduzir a fila de espera por esses procedimentos. Também são realizados procedimentos de Cirurgia Geral, Ortopedia, Ginecologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Vascular e Oftalmologia. Além disso, a unidade realiza exames de ultrassonografia, radiografia, eletrocardiograma, endoscopia e colonoscopia.

Doença – A catarata é uma doença grave que pode comprometer a visão. Se não for tratada adequadamente, leva à cegueira. Geralmente a enfermidade atinge as pessoas com idade acima de 50 anos, mas em algumas situações afeta também os jovens. Já o pterígio é uma lesão benigna ocasionada pelo crescimento de um tecido na direção à córnea e que pode afetar a visão caso se estenda na região central da córnea.