Paulo Henrique representou o Brasil em Londres na última terça-feira - Divulgação
Paulo Henrique representou o Brasil em Londres na última terça-feira – Divulgação

Após competir pela primeira vez com mais nove melhores paratletas mundiais em Londres na Inglaterra na última tarde de terça-feira e ter conquistado o sétimo lugar, o paratleta douradense Paulo Henrique Andrade dos Reis, 18 anos, é merecedor de todos os elogios possíveis pelo povo brasileiro, em especial o de Dourados, essa é a opinião do diretor/presidente da FUNED (Fundação de Esporte de Dourados) Jânio César Amaro. “Com certeza estamos muito feliz pelo desempenho do Paulo Henrique, pois entendemos que ele representou o nosso País de forma brilhante ao competir com os melhores do mundo. Estamos mesmo muito felizes, pois ele levou o nome de Dourados de forma positiva para a maior competição mundial de paratletas”, disse Jânio César, falando em nome da prefeita Délia Razuk e também da FUNED e Secretaria Municipal de Educação.

Paulo Henrique participou do Campeonato Mundial Paralimpico de Atletismo que teve seu início na sexta-feira passada, e tem o seu encerramento programado para acontecer na tarde do próximo domingo.

Dobrada americana

O paratleta douradense, que pela primeira vez foi convocado para a seleção brasileira para participar de uma competição internacional na modalidade de salto em altura na classe T13 (baixa visão), obteve a sétima posição ao saltar 1 metro e 74 centímetros e coube ao americano Isaac Jean-Paul conquistar a medalha de ouro após ele obter o recorde mundial saltando 2 metros e 17 centímetros.

O douradense

Paulo Henrique esteve representando a seleção brasileira competindo contra mais dez paratletas, e embora os favoritos fossem os paratletas dos Estados Unidos, Cuba, Alemanha, Holanda, Espanha entre outros, o douradense tinha grandes chances de subir ao pódio, todavia não obteve êxito, pois com ele estava os melhores do mundo.

Para Antônio Pietramale, o “Toninho Pietramale”, técnico do rapaz, Paulo Henrique estava muito bem preparado, todavia o nível de competições tanto nos Estados Unidos como na Europa e em países asiáticos está em todos os sentidos muito a frente dos brasileiros. “Sabíamos que era uma competição muito difícil, porém, acredito que devido a sua dedicação, entendemos que o Paulo Henrique em que pese ser a primeira vez que participou de uma competição internacional deu tudo de si para subir ao pódio. O sétimo lugar é uma posição honrosa não só para ele, mas sim para o Brasil, em especial para Dourados”, disse o treinador.

A competição na qual Paulo Henrique competiu foi transmitida pelo Canal Sport TV e também no facebook da página do CPB (Comitê Paralimpico Brasileiro).

Paulo Henrique foi convocado logo após o dia 23 de abril quando ele participou do encerramento do Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação que foi realizado no CTPB (Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro), em São Paulo.

Para ser convocado ele bateu o recorde em salto em altura e com o resultado conquistou o índice e se qualificou para disputar o Campeonato Mundial Paralimpico de Atletismo que neste ano está sendo realizado em Londres.

Paulo Henrique faz parte do projeto Dourados Paralimpico. que é mantido pela Prefeitura por meio da FUNED/SEMED (Fundação de Esporte de Dourados/Secretaria Municipal de educação) e treina no CTA (Centro de Treinamento de Atletismo). que fica situado no estádio Frédis Saldivar, o “Douradão”.

Ele na oportunidade igualou o recorde mundial na competição nacional em São Paulo ao saltar 1,81m, marca que era necessária para a sua qualificação para a sua estreia em Mundial.

O CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) convocou 25 paratletas que conseguiram os índices em suas respectivas modalidades para participar da maior competição internacional paralimpica.