Tempestade tropical segue para Louisiana, provocando enchentes

A tempestade tropical “Harvey”, que chegou aos Estados Unidos como o furacão mais forte em uma década, já provocou a morte de 37 pessoas, informou a rede CNN nesta quinta-feira (31). Três novas mortes foram confirmadas na área de Houston. As vítimas são mulheres de 89 anos, 76 anos e 45 anos, e todas faleceram afogadas. O fenômeno natural tocou o Texas na última sexta-feira (25), em categoria 4 de uma escala até 5, mas já perdeu força e foi rebaixado para tempestade tropical. Mesmo assim, continua provocando danos, com chuvas torrenciais e enchentes catastróficas, e seguindo para o estado de Louisiana.

As enchentes atingiram uma planta da empresa química Arkema em Crosby, ocasionando duas explosões no local. Testemunhas relatam uma enorme coluna de fumaça negra, e nove pessoas procuraram atendimento médico.

Por precaução, os moradores do bairro onde fica a empresa química foram evacuados. O empreendimento estava submerso em 1,83 m de água.

O “Harvey” também afetou, ao longo da semana, empresas de petróleo no Texas, fazendo o preço da gasolina subir. Além disso, o jornal “Detroit News” contabilizou um prejuízo de 300 mil a 500 mil veículos e caminhonetes alagados pelas enchentes no Texas. Isso gera um impacto direto no mercado automotivo, como ocorreu em 2012 com a passagem do furacão “Sandy”, e em 2005, com o “Katrina”.

Mas o governador do Texas, Greg Abbott, admitiu que os estragos causados pelo “Harvey” são bem maiores que os dos furacões passados.

Da AnsaFlash