Quando o assunto é custo-benefício, a Rede de Escolas do Sesi de Mato Grosso do Sul é imbatível. A instituição de ensino, presente em sete cidades – Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Maracaju, Naviraí e Aparecida do Taboado – sai na frente por oferecer aos alunos uma educação de excelência e inovadora, dos ensinos Fundamental ao Médio, com mensalidades acessíveis.

As sete escolas estão oferecendo vagas para transferência após às férias de julho e pais e alunos podem se programar para conhecer a unidade de sua cidade e os diferenciais do ensino tecnológico da Rede Sesi de Ensino. Os destaques vão para a robótica educacional, programação, iniciação científica, gamificação do ensino e formação empreendedora.

Além das práticas inovadoras, as escolas do Sesi preparam o aluno para o ENEM e outros vestibulares, enquanto as aulas condizem com os hábitos do jovem de hoje, que não deixam a Internet e os games de lado. “A escola trabalha com um equilíbrio entre os tradicionais métodos de ensino, que envolvem a preparação para vestibulares das melhores universidades Brasil afora”, ressaltou a gerente de educação do Sistema Fiems, Simone Figueiredo.

Ela completa que o diferencial da educação tecnológica é condizente, tanto com os hábitos do jovem de hoje, que não deixam a internet e os games de lado, quanto com a realidade das grandes empresas e múltiplas exigências que mercado de trabalho espera do profissional. “Além da educação básica, o aluno que desejar também pode cursar as séries do Ensino Médio junto com um curso técnico do Senai e, assim, sair da escola já preparado para exercer uma profissão”, reforçou.

Confira abaixo como funciona o ensino de robótica, que passa a integrar a grade curricular do aluno a partir do 5º ano do Ensino Fundamental, além da disciplina de Empreendedorismo e outras plataformas online que são diferenciais das escolas do Sesi e tornam mais atraente o aprendizado:

Robótica e Programação

Crianças aprendendo a construir robôs e programando suas funções na linguagem Java e Phyton? A robótica faz parte da grade curricular da Escola do Sesi de forma interdisciplinar, preparando-os para um ensino mais prático e aprofundado sobre o futuro das tecnologias e do mercado de trabalho.

Empreendedorismo

Nas escolas do Sesi, a disciplina de Empreendedorismo é aplicada em parceria com o Sebrae, referência nacional no assunto, e trabalha com conceitos do protagonismo dos alunos, atitudes criativas, assertividade e busca da inovação. A matéria faz parte da grade curricular a partir da 6ª série do Ensino Fundamental até o 1º ano do Ensino Médio, com aulas semanais.

Plataformas online

As escolas do Sesi disponibilizam inúmeras plataformas online para despertar o interesse do aluno em Matemática, Português e outras disciplinas, além de tornar o ensino dinâmico e inovador. O Mangahigh, por exemplo, é um site utilizado no mundo todo e baseia o ensino de Matemática em games, ou seja, o aluno aprende brincando. A RoboGarden é uma plataforma canadense usada em vários países para ensinar programação a crianças e jovens de 7 a 17 anos de idade.

Como estímulo ao hábito de leitura e para ampliar os conhecimentos da Língua Portuguesa, as escolas do Sesi do Estado integram à metodologia de ensino o Guten News, que funciona como um jornal digital que “traduz” as notícias para a linguagem infanto-juvenil. Já o Imaginie simula um corretor da redação do ENEM, para que o aluno possa treinar a elaboração de textos dentro dos parâmetros exigidos na prova que é porta de entrada para as principais universidades do país.

Iniciação científica

Desde o Ensino Médio, os alunos da Escola do Sesi têm contato com projetos de pesquisa que muitos só irão ter acesso na faculdade, e olhe lá. Os jovens desenvolvem trabalhos em diversas áreas do conhecimento, sempre com a orientação de um professor, podendo contar, ainda, com auxílio de docentes de instituições de ensino superior parceiras do Sesi. Os trabalhos elaborados pelos alunos inclusive são submetidos a feiras científicas de abrangência nacional, aproximando-os da comunidade acadêmica e científica.

Torneios de robótica

Além das feiras de tecnologia, os alunos também são incentivados a participar de diversas competições nacionais e internacionais, como os torneios de robótica da FLL (First Lego League), liga estadunidense que organiza a maior disputa mundial entre robôs; OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica), Obmep (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), OBA (Olimpíada Brasileira de Astronomia), entre outras. As escolas do Sesi também promovem todos os anos o Torneio Interclasses de Robótica, uma forma de estreitar os laços entre os alunos e despertar o interesse para as competições externas.

Ambientes Inspiradores e Tecnológicos

As escolas do Sesi contam com salas interativas, espaços inovadores que quebram o padrão da sala de aula tradicional, e despertam e estimulam o protagonismo e interesse do aluno pelo aprender.

Serviço – Mais informações pelo site www.aescoladofuturo.com.br/escolasesi  ou pelo 0800-723-7374 para agendar um horário para visita.