Cido Medeiros quer suspensão de pagamento e corte de água por mais 90 dias

Vereador Cido Medeiro com o diretor-presidente da Sanesul, Valter Carneiro Benedito Junior, em Campo Grande – Foto: Assessoria

Preocupado com a condição econômica e social das famílias douradense afetadas pela pandemia do coronavírus, o vereador Cido Medeiros (DEM) encaminha nesta segunda-feira (13) uma indicação solicitando ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e ao diretor-presidente da Sanesul, Valter Carneiro Benedito Junior, a prorrogação e suspensão por mais 90 dias do corte no fornecimento de água e esgoto no município.

O pedido solicitado pelo vereador atende a reivindicações de munícipes, principalmente os de baixa renda que procuraram o vereador e solicitaram para que intervisse junto ao Governo do Estado e a Sanesul.

“A solicitação de prorrogação e suspensão do corte no fornecimento de água por mais 90 dias é uma importante medida, pois muitas pessoas estão tendo dificuldades financeiras para arcar com seus compromissos. Por isso, é importante que a concessionária desse serviço essencial suspenda o corte diante de eventuais inadimplências em virtude da quarentena”, enfatizou Cido Medeiros.

Segundo o vereador, a medida é importante ao considerar a necessidade da população de ficar em casa para tentar conter o avanço do Coronavírus. Cido Medeiros acredita que o cancelamento dos cortes de água dará mais tranquilidade às pessoas que, isoladas em casa, não podem sair para trabalhar. Para ele, tal medida vai ao encontro das iniciativas adotada pelo governo de MS para continuar a enfrentar a pandemia.

“Esse período de isolamento está provocando forte impacto na economia, de modo que a população já enfrenta sérias dificuldades para honrar suas obrigações. Há relatos de pessoas que estão perdendo seus empregos e suas fontes de renda e não podemos deixar que a população sofra em dobro, com o perigo do vírus e com o corte de serviços essenciais. A manutenção ininterrupta dos serviços durante esse período de pandemia vai possibilitar minimamente condições de higiene e asseio a todas as famílias”, finaliza Cido Medeiros.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui