Home Internacional Biden enviará mais US$ 800 milhões em ajuda militar à Ucrânia

Biden enviará mais US$ 800 milhões em ajuda militar à Ucrânia

Governo americano enviará artilharia, helicópteros e blindados – Foto: EPA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou, nesta quarta-feira (13), durante conversa com seu homólogo da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, o envio de mais US$ 800 milhões em novas armas, informou a Casa Branca.

De acordo com o democrata, este novo pacote de armas “contém muitos dos sistemas altamente eficazes que já fornecemos e outros novos projetados para responder ao ataque mais amplo que a Rússia lançará no leste da Ucrânia”.

Os sistemas incluem artilharia e veículos blindados de transporte de pessoal, além de helicópteros Mi-17 e “equipamentos contra armas químicas”. Segundo o porta-voz do Pentágono, John Kirby, o envio de meios de proteção baseia-se “nas preocupações que temos há algum tempo de que Moscou possa usar armas químicas”.

Em comunicado, a Casa Branca reforça que os Estados Unidos continuam a facilitar a transferência de armas significativas de nossos aliados e parceiros em todo o mundo.

“O fornecimento constante de armas que os EUA, seus aliados e parceiros forneceram à Ucrânia tem sido fundamental para apoiar sua luta contra a invasão russa”, disse Biden, reforçando que o auxílio “ajudou a garantir que Putin tenha fracassado em seu objetivo”.

Biden enfatizou que agora não é momento de “desistir”. “Como assegurei ao presidente Zelensky, o povo americano continuará apoiando o bravo povo ucraniano em sua luta pela liberdade”.

Em um encontro virtual, os dois líderes conversaram por cerca de uma hora sobre o pacote adicional de defesa e uma possível ajuda financeira, divulgou Zelensky em suas redes sociais.

Conforme o líder ucraniano, Biden aceitou suas propostas sobre aumentar algumas sanções. Agora, a remessa de US$ 800 milhões eleva para mais de US$ 3 bilhões a quantidade total de assistência militar que os EUA forneceram à Ucrânia.

O novo envio é anunciado um dia após o chefe de Estado americano acusar a Rússia de cometer um genocídio na Ucrânia. O Kremlin, porém, rebateu a declaração considerando-a inaceitável.

Da AnsaFlash

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Definição de Cookie

Abaixo você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de otimizar a usabilidade.

Social mediaNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

AnúnciosNosso site pode utilizar cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosAlgum conteúdo publicado em nosso site pode incluir cookies de terceiros e de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.