Arrecadação de impostos sobe 2% em junho e chega a R$ 110 bilhões

Resultado é o melhor para o mês desde 2015, segundo a Receita Federal. Valor inclui contribuições e demais receitas – Divulgação

A Secretaria da Receita Federal informou nesta terça-feira (24) que, em junho, a arrecadação com impostos, contribuições e demais receitas teve alta real (acima da inflação) de 2,01% e chegou a R$ 110,855 bilhões.

Esse foi o melhor resultado para meses de junho desde junho de 2015. Em junho de 2017, a arrecadação federal somou R$ 108,671 bilhões (em valores atualizados).

Esse também foi o oitavo mês consecutivo em que a arrecadação federal teve crescimento real frente ao mesmo período do ano anterior. A última queda, nesse caso, foi em outubro do ano passado, mas o resultado foi influenciado pela receita extra com a chamada “repatriação”, em outubro de 2016.

No acumulado dos primeiros seis meses deste ano, a arrecadação total somou R$ 714,255 bilhões, com crescimento real de 6,88% na comparação com o mesmo período do ano passado. Esse foi o melhor resultado para o período desde 2015.

Meta fiscal
O comportamento da arrecadação é importante porque ajuda o governo a tentar cumprir a meta fiscal, ou seja, o resultado para as contas públicas. Para 2018, a meta em vigor é de déficit (resultado negativo) de até R$ 159 bilhões.

No ano passado, o rombo fiscal somou R$ 124 bilhões. Foi o quarto ano seguido de rombo nas contas públicas e o segundo pior resultado da história.

Do G1