Sol Pais, a suspeita que teria gerado alerta em Columbine – Foto: Reprodução

Suspeita chega às vésperas do 20º aniversário de Columbine

Às vésperas do aniversário de um massacre que deixou 13 mortos em 20 de abril de 1999, a escola de Columbine e outros 20 colégios do Colorado, nos Estados Unidos, entraram em alerta nesta terça-feira (16) em função de uma “ameaça crível”.

As instituições de ensino chegaram a ficar em “lockdown” – ou seja, ninguém podia entrar nem sair -, enquanto as forças de segurança buscavam uma pessoa suspeita. Cerca de duas horas depois, a polícia do Condado de Denver informou que todos os alunos estavam seguros.

“Estamos investigando aquilo que parece uma ameaça crível relativa às escolas. Os jovens estão em segurança, e os agentes estão nas escolas”, disseram as autoridades. Na sequência, os colégios foram colocados em “lockout”, quando as atividades continuam normalmente, mas com restrições para sair ou entrar.

De acordo com a imprensa local, a pessoa suspeita seria uma “mulher armada e perigosa” de 18 anos chamada Sol Pais. Ela seria “obcecada” pelo massacre de Columbine. Na ocasião, dois estudantes entraram na escola e assassinaram 12 colegas e um professor. Ambos cometeram suicídio.

Da AnsaFlash