Dourados/MS, 30 de abril de 2017 - Agora:10:47
Home | Colunas | Antonio Brás Constante

Antonio Brás Constante

Tá com pressa? Então se vira e come cru

*Antonio Brás Constante   A pressa move o mundo moderno. Move tão rápido que as vinte e quatro horas do dia já não são suficientes para que possamos cumprir com todas as nossas obrigações. Logo teremos um projeto no senado propondo que os dias passem há ter trinta horas. Afinal, se políticos já quiseram mudar o curso dos rios, porque ...

Leia Mais...

Os extremos de um círculo

*Antonio Brás Constrante Tudo que é extremo é limitado por natureza. Finito. Pois se é extremo não tem mais para onde avançar, chegou ao limite. Estagnou. Não importa se isso é relacionado a idéias, ações ou qualquer outra coisa. O extremo é o fundo de um poço, e talvez o ponto de partida para se voltar atrás, de começar a ...

Leia Mais...

Artigo: Promessas

*Antonio Brás Constante As promessas são contratos firmados pela consciência, sujeitas a mudanças no decorrer dos acontecimentos dependendo de quem as façam. São muito populares nas campanhas eleitorais, funcionando como moeda de troca. Você dá seu voto em troca da esperança de melhorias na sociedade, vencendo quem dispõe do melhor discurso, ou que sabe enrolar e cativar o maior número ...

Leia Mais...

Pequena história sobre critérios

*Antonio Brás Constante Várias pessoas de bem resolveram se reunir tentando desenvolver formas para diminuir a onda de violência que assolava o lugar onde elas moravam. Começaram a traçar critérios de como deveriam agir. Uns colocaram como critério básico que toda população se desarmasse, pois assim diminuiriam os acidentes com armas. Outros acharam por bem que mesmo os policiais se ...

Leia Mais...

Drogas em um conto infantil

*Antonio Brás Constante  O menino de oito anos procura seu pai e lhe diz:  – Paiê, eu posso te fazer uma pergunta?  – Claro que sim meu toquinho de amarrar carrapato de bode (o Pai lhe chamava assim em tom de brincadeira, pois dizia que o menino era tão miudinho que a expressão “toquinho de amarrar bode” não fazia jus ...

Leia Mais...

Melhor andar descalço

Antonio Brás Constante* Aquele que não possuiu em toda sua vida ao menos um arquiinimigo, que feche os olhos e atire a primeira pedra. Quem sabe assim, com algum azar, não acabe acertando alguém e possa enfim desfrutar da sensação de ter alguém no mundo que lhe odeia, deixando você livre para odiá-lo também.  Os arquiinimigos são válvulas de escape ...

Leia Mais...

E se o seu aniversário caísse em um dia desses…?

*Antonio Brás Constante  Muitos acham que coincidir a data de seu aniversário com um feriado é uma boa, já que neste dia não precisarão ir trabalhar ou estudar, e poderão curtir em casa numa melhor ainda. Minha cunhada, por exemplo, faz aniversário no dia 20 de setembro, que aqui no sul é feriado farroupilha. Mas, dependendo da data, a comemoração ...

Leia Mais...

Diálogos (des)complicadinhos

*Antonio Brás Constante Existem no mundo várias formas de conversação. Algumas simples, outras bem mais complicadas e ainda algumas que parecem simples, mas são muito complexas. Um exemplo deste tipo de diálogo é a linguagem tropeira. Notem em um primeiro momento a troca de cumprimentos entre dois tropeiros que se cruzam por alguma das trilhas deste Brasil. –          Ooooooeeiaaahh (diz o ...

Leia Mais...

Objeto de prostituição, por Antonio Brás Constante

De passagem vejo teu vulto vulgar. Fúteis encantos, embrulhados em véus de ilusão. Mercadoria de carne. Mordida. Sem gosto. Pedaço de vida oferecida ao luar;   Tua cena, minha pena. Consciência pesada, figura desgraçada, desperdício de emoção. Levo-te no esquecimento, essência censurada, que machuca o coração. Mas minha tristeza por ti é tão falsa, quanto teu sorriso de excitação.   ...

Leia Mais...