“Tijolos com amor à criança” marcam PAI em Dourados, afirma Délia Razuk

Prefeita Délia realiza sonho e entrega Policlínica Infantil já atendendo a população – Foto: A. Frota
Prefeita Délia realiza sonho e entrega Policlínica Infantil já atendendo a população – Foto: A. Frota

Ex-deputado diz que PAI encontrou na prefeita “a mãe que preci​​​​​​​​​​​​sava para atender essas crianças”

A prefeita Délia Razuk concluiu, na manhã desta quarta-feira (24), uma das etapas mais importantes da gestão pública, ao entregar para a população a Policlínica de Atendimento Infantil (PAI), empreendimento viabilizado com recursos do atual vereador e ex-deputado federal Marçal Filho, homenageando o fundador da creche André Luiz, Flamarion Capilé, que morreu em 2010 e deixou para a esposa, Josephina, a responsabilidade de continuar atendendo às mais de 250 crianças matriculadas.

A obra da PAI, segundo a prefeita, marca a responsabilidade do gestor com o atendimento público de qualidade e o respeito pelas pessoas. “Eu tive um sonho, meu filho conheceu uma obra desse porte quando estudava em Londrina, trouxe a ideia, minha amiga dentista Márcia Silveira fez o esboço, meu amigo Marçal Filho viabilizou os recursos em Brasília, o Murilo construiu o prédio e hoje nós estamos ativando as parcerias com universidades e a população; em cada tijolo dessa obra está presente o amor pela criança”, discursou a prefeita.

Antes dela, o secretário municipal de Saúde, Renato Vidigal, lembrou que passou parte da infância em tratamentos médicos e podia dizer, com precisão, que a criança precisa “de amor, do respeito e do carinho das pessoas” e que a PAI será o espaço “para ter atendimento de qualidade, poder brincar, comer bem, receber educação e ganhar a autoestima necessária para ajudar nossa cidade a crescer”. Vidigal disse que a Prefeitura vai buscar parcerias para tornar o ambiente muito mais agradável e acolhedor, além de todos os atrativos já oferecidos.

Autoridades, pacientes e familiares do homenageado acompanharam a inauguração da PAI – Foto: A. Frota
Autoridades, pacientes e familiares do homenageado acompanharam a inauguração da PAI – Foto: A. Frota

“A mãe do PAI”

Em seu discurso, o ex-deputado federal Marçal Filho se disse gratificado porque a atual Administração já colocou pra funcionar três obras [dois Ceims e agora a PAI] viabilizadas com recursos obtidos por ele em Brasília. Destacou a sensibilidade e o perfil diferenciado do secretário Renato Vidigal, “que coloca o ser humano em primeiro lugar” e observou que a Policlínica estava precisando de uma mãe para começar a funcionar. “O PAI precisa de uma mãe e encontrou na prefeita Délia a mãe que precisava para atender essas crianças”. Citando trechos de uma canção de Raul Seixas [‘sonho que se sonha só/é só um sonho/sonha que se sonha junto/é realidade], o vereador disse que compartilhou dos sonhos da então vereadora Délia Razuk e depois, como relator da Saúde no Orçamento Geral da União, em 2010, pode garantir os recursos.

A vereadora Daniela Hall, presidente da Câmara, destacou a união de esforços para colocar a PAI em atividades, cumprimentou a prefeita pela entrega da obra e desejou que o colega Marçal Filho “volte pra Brasília para continuar ajudando a nossa cidade”. O espaço já atende desde segunda-feira, inclusive com a parte de homeopatia, enquanto o Centro especializado passa por reformas.

Josephina Capilé, viúva do homenageado, recebeu flores da prefeita em agradecimento pelo trabalho social que realiza na creche André Luiz e retribuiu dizendo que, assim como aconteceu há 37 anos, “quando ganhamos do casal Roberto e Délia Razuk, os tijolos para construir nossa obra; nesse local tenho certeza que as crianças vão se sentir muito bem”.