Cerca de 100 trabalhadores pararam as atividades em um canteiro de obra no bairro Sírio Libanês – Assessoria

Nesta terça-feira, (08), cerca de 100 trabalhadores da empresa Engepar Engenharia e Participações pararam as atividades em um canteiro de obra no bairro Sírio Libanês em Campo Grande. No local, estão sendo construídos apartamentos que fazem parte do pacote de 1.138 imóveis em construção pelo governo do estado, em parceria com os governos federal e da capital, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

Os trabalhadores alegaram que não estavam recebendo o valor correto das horas extras, alimentação, e vale-transporte. Além disso, muitos reclamaram também que a empresa não está fornecendo o uniforme completo de trabalho, e que existem vários casos de desvio de função. Segundo os trabalhadores, as irregularidades acontecem há vários meses.

O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário de Campo Grande (Sintracom) foi chamado e intermediou uma negociação com a empresa. Em uma reunião com representantes da Engepar ficou decidido que a situação dos trabalhadores será regularizada e por isso eles retornaram ao serviço.

“A Engepar afirmou que nos próximos dias vai pagar o valor correto das horas extras retroativas, e resolver também todos os outros problemas. O Sindicato vai acompanhar de perto para verificar se o acordo de fato será cumprido”, disse José Abelha, presidente do Sintracom.

Da Assessoria do Sintracom