SENAI inicia entrega de respiradores hospitalares reparados para a SES

A instituição já recebeu 52 equipamentos avariados, 20 já foram consertados

O SENAI realizou na última sexta-feira (23/04) a entrega dos três primeiros respiradores hospitalares da rede de saúde de Mato Grosso do Sul que estavam avariados e foram reparados por técnicos da instituição. Os equipamentos são do município de Naviraí e foram entregues à Secretaria de Estado de Saúde (SES), parceira do SENAI nessa ação de combate à pandemia de covid-19.

Segundo o diretor-regional do SENAI, Rodolpho Caesar Mangialardo, a instituição já recebeu 52 respiradores estragados, 20 já foram consertados e aguardam a calibração e mais 12 devem ser devolvidos aos hospitais ainda nesta semana. “Ao todo, teremos entregado até sexta-feira 15 equipamentos devidamente reparados e prontos para serem usados em pacientes com Covid-19. Essa ação é fundamental para ajudar a salvar vidas”.

Rodolpho Mangialardo ressaltou que a ação de manutenção de respiradores hospitalares começou há um ano, assim que surgiram os primeiros casos de Covid-19 em Mato Grosso do Sul e só em 2020 conseguiu devolver aos hospitais do Estado 115 equipamentos. “Esse ano nós estamos numa nova fase. Ano passado tínhamos certo receio por serem aparelhos que não conhecíamos e com os quais não trabalhávamos, mas nossa equipe foi extremamente competente e hoje conseguimos concluir os reparos de forma mais célere”.

O diretor-regional do SENAI ainda completou que, agora, a instituição tem se colocado à disposição para realizar a manutenção de outros equipamentos hospitalares, conforme a necessidade das unidades de saúde.

Na avaliação do secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, a parceria com o SENAI para dar continuidade à manutenção dos respiradores é fundamental para ajudar no combate à pandemia. “O SENAI é uma instituição referência em manutenção de equipamentos. Desde o início da pandemia eles tem colaborado em recuperar equipamentos que são de extrema importância para os nossos pacientes que estão internados em leitos de UTI”.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.