Professores da rede estadual de MS cruzam os braços por dois dias

Alunos dos colégios públicos estaduais vão ficar sem aulas nesta quarta e quinta-feira.

Professores da rede estadual de Mato Grosso do Sul cruzaram os braços nesta quarta-feira (2). A paralisação segue até quinta-feira (3) e até lá a maioria dos alunos vai ficar sem aula. No estado são 362 colégios, com 230 mil estudantes.

Segundo o G1/MS, a expectativa da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), é que de 90 à 100% das escolas fiquem sem aulas. Nesta quarta-feira os trabalhadores fazem panfletagem e conversam com outras categorias e para quinta-feira está prevista mobilização na área central de Campo Grande.

A paralisação é pelo não cumprimento da proposta feita pelo Governo do Estado para que a greve deflagrada em maio deste ano fosse cessada, também pelo corte de 30% no salário dos professores convocados e pela intenção do governo de acabar com as eleições diretas para diretores.

A Secretaria de Estado de Educação (SED) informou que em relação as reivindicações dos professores, enviou ofício à Fetems pontuando e esclarecendo cada reivindicação e mencionando que não existe razão para realização da paralisação.

A SED disse ainda que solicitou à categoria “razoabilidade”, pedindo para os docentes priorizar os estudantes, pois há poucas datas disponíveis para reposição e uma paralisação irá acarretar prejuízo aos estudantes.