Homem estava conduzindo um caminhão VW/14.220 com placa de Bandeirantes/MS – Divulgação PRF

A foto do documento divergia da imagem dos sistemas de informação

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na madrugada de hoje, 03, em Água Clara, um homem por utilizar o documento de outro homem.

Os policiais fiscalizavam na BR-262 km 141, quando abordaram o caminhão VW/14.220 com placa de Bandeirantes/MS. O condutor tinha a esposa como passageira e apresentou uma CNH, que tinha indícios de inautenticidade. A equipe solicitou outro documento de identificação e lhes foi entregue uma carteira de identidade (RG) também com indícios de falsidade.

Em verificação aos sistemas de informação, os policiais rodoviários federais descobriram se tratar de pessoas diferentes. Nos documentos as fotos foram trocadas pelas do condutor.

Questionado, o motorista de 35 anos, informou que é habilitado, na categoria B, mas sua carteira estava vencida há mais de 30 dias. Ele informou que comprou a CNH em Campo Grande por R$ 1.000 porque tinha problemas na visão e “pouco estudo”. Segundo ele, o nome falso seria para dificultar a descoberta da habilitação falsa, já que o nome no documento é de uma pessoa regularmente habilitada.

Em verificação ao histórico, o homem já havia sido preso pela PRF em 07/06/2017 em Três Lagoas por uso de CNH falsa.

O homem foi preso e encaminhado para a Polícia Federal de Três Lagoas.