Prefeita Délia recebeu representantes da Missão Univida na manhã desta terça-feira – Foto: A. Frota

Na manhã desta terça-feira (20), a prefeita Délia Razuk recebeu representantes da Missão Univida, que levará serviços à Reserva Indígena de Dourados de 06 a 13 de julho. O trabalho desenvolvido foi apresentado em reunião e a administração sinalizou apoio às ações desta edição de 2018.

Serviços de enfermagem, odontologia, fisioterapia, entre outros são oferecidos no ‘mutirão’ para a população indígena. O trabalho é realizado por acadêmicos nos anos finais das graduações. Atualmente 16 universidades são parceiras da missão, sendo estas de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiânia.

O padre Eduardo Lima, da diocese de Jales-SP, e o diácono Erismar Roberto Pittarelo, da Paróquia Bom Jesus de Dourados, apresentaram a ação que, no ano passado, levou 9 mil atendimentos à aldeia e 40 toneladas em doação.

A prefeita destacou a satisfação em receber os representantes e destacou a generosidade dos trabalhos. Junto ao secretário de Assistência Social, Landmark Rios, ela deu encaminhamentos para apoio quanto à segurança, transporte e estrutura nos dias da ação.

“Ficamos muito feliz em receber os representantes da Univida e poder contribuir com esse trabalho que tem ênfase no bem do próximo. É uma ação maravilhosa e queremos contribuir como for possível, sem dúvida”, disse.

O secretário Landmark realizou encaminhamentos junto a técnicos da secretaria no encontro. Um ‘traçado’ sobre vulnerabilidade social na reserva será compartilhado com a diretoria da Univida para agregar a ação.

A segunda maior missão humanitária do Brasil pretende levar 10 mil atendimentos em média na reserva indígena de Dourados, em 2018.

O padre Eduardo Lima afirmou que será buscada a participação de universidades de Dourados para as ações. Ele destacou a abertura da gestão Délia Razuk quanto aos trabalhos da Missão.

“Esse apoio é muito importante pra missão. Realizamos o trabalho há oito anos em Dourados e nesse tempo nunca tivemos uma participação assim da administração municipal e agora temos essa sensibilidade quanto à causa que vai facilitar ainda mais o trabalho”, pontuou.

Participaram ainda do encontro os vereadores Cirilo Ramão, Braz Melo e Junior Rodrigues, além do coordenador da Funai, Fernando Souza e representantes da Fundação e da Reserva Indígena.