Abu Bakr al-Baghdadi explodiu túnel onde estava escondido – Foto: EPA

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos publicou nesta quarta-feira (30) as primeiras imagens da operação realizada no último fim de semana na Síria, que provocou a morte de Abu Bakr al-Baghdadi, líder do grupo Estado Islâmico.

O vídeo em preto e branco foi compartilhado no Twitter pelo Comando Central das Forças Armadas (Centcom) e mostra as forças americanas se aproximando do complexo onde o jihadista estava escondido com disparos e explosões. De acordo com o Pentágono, os terroristas chegaram a abrir fogo contra uma aeronave americana. “Parece muito com um estacionamento, com vários buracos”, disse o general Kenneth F. McKenzie Jr., ressaltando que o objetivo da destruição completa do local era “assegurar que não iria servir de local de peregrinação sob nenhuma forma”.

O complexo, que foi destruído, fica localizado na cidade de Barisha, próximo da fronteira com a Turquia. Segundo o general americano, seis jihadistas, incluindo al-Baghdadi, quatro mulheres e outro homem, foram mortos na ofensiva. Eles representavam uma “ameaça” e não obedeceram às forças especiais. Todos estavam dentro de uma casa principal, onde o terrorista se escondia em um túnel. “Sobre os últimos momentos de Baghdadi, posso dizer o seguinte: ele se arrastou para um buraco com duas crianças pequenas e se explodiu enquanto elas ainda estavam no chão”, afirmou McKenzie Jr., que revisou o número de crianças mortas.

Da AnsaFlash