Palmeiras encaminha venda de Deyverson para a China por cerca de 15 milhões de euros

O centroavante Deyverson está próximo de deixar o Palmeiras. Nesta quinta-feira, o Verdão acertou a negociação do atleta com o Shenzhen FC, da China, por cerca de 15 milhões de euros (R$ 64 milhões) e resta um ‘ok’ do atleta para que o negócio seja concretizado. A informação foi divulgada pelo Globoesporte e confirmada pela Gazeta Esportiva.

O Palmeiras detém 70% dos direitos econômicos de Deyverson. Em 2017, ele foi contratado junto ao Levante, da Espanha, por R$ 19 milhões bancados pela Crefisa. Por determinação da Justiça, o Alviverde terá de devolver o valor à patrocinadora e, após descontar também a parte dos espanhóis, o Maior Campeão do Brasil ficaria com R$ 25,8 milhões em caixa.

Há 15 dias, a Gazeta Esportiva noticiou que o Verdão estava insatisfeito com o atleta e topava negociá-lo em caso de clubes interessados. Depois da expulsão do centroavante na derrota para o Corinthians, no último Derby, o atleta foi punido pela diretoria em R$ 350 mil.

O clima não é bom para o atleta no clube. Desde 2018, o elenco se incomoda com o fato de sempre ter que responder perguntas sobre atitudes do companheiro, e para alguns jogadores, a cusparada em Richard foi a gota d’água.

A saída de Deyverson abriria espaço no elenco do Palestra. No momento, além do jogador que não poderá atuar antes da última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista por conta de punição do TJD, Arthur Cabral e Borja são as outras opções. O primeiro, porém, não está inscrito no Estadual.

Deyverson soma 18 gols em 66 jogos pelo Alviverde, mas também acumula polêmicas. São cinco expulsões vestindo o manto (média de uma a cada 13 partidas), sendo duas em Derbys. Além dos cartões, cenas de clara simulação, como contra o Sport, em Recife, e o choro com provocação e piscadinha diante do Corinthians são outros casos.

Da Gazeta Esportiva