Texto estava na pauta do Senado na última quinta-feira (30), mas parlamentares pediram o adiamento da votação

Senador Randolfe Rodrigues exigiu mais tempo para analisar a MP – Foto: Agência Senado

A medida provisória contra fraudes no INSS deve ser votada nesta segunda-feira (3), data em que perde a validade. O texto estava na pauta do Senado na última quinta-feira (30), mas diversos senadores pediram o adiamento, entre eles o senador Álvaro Dias.

“Nós não conhecemos o teor desta medida provisória e nós não podemos aceitar este prato feito que vem sempre na última hora à Câmara dos Deputados”, ponderou.

Outro parlamentar que exigiu mais tempo para analisar a MP foi o senador Randolfe Rodrigues.

“Está no site do Senado, na documentação oficial do Congresso Nacional, sobre o prazo desta medida provisória; deixando claro que ela expira, está aqui, 3 de junho de 2019 à 0 hora”, enfatizou.

A MP 871/2019 busca combater fraudes no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), ao criar um programa de revisão de benefícios e exigir cadastro de trabalhadores rurais.

Com Agência do Rádio Mais