Lesões deixam Santos sem opções no banco para decisão na Libertadores

Mesmo com as duas semanas de ‘folga’ que teve antes do clássico contra o Corinthians, no último domingo, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão, o Santos não conseguiu recuperar todo o elenco e terá sete desfalques contra o Barcelona de Guaiaquil nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Equador, pela ida das quartas de final da Libertadores.

As primeiras ausências confirmadas foram de Emiliano Vecchio e Nilmar. O argentino está completamente recuperado de uma ruptura de origem no músculo adutor da coxa direita, mas ainda não readquiriu 100% de suas condições físicas. Já o atacante pegou uma conjuntivite e também ficou fora da viagem ao Equador.

Gustavo Henrique e Copete estavam na pré-lista de relacionados. Porém, o zagueiro um teve estiramento no ligamento colateral medial do joelho esquerdo, enquanto o colombiano sofreu mialgia no músculo adutor da coxa esquerda. Os dois foram substituídos no decorrer do clássico contra o Corinthians, neste domingo.

Além deles, Vladimir é ausência por conta de dores nas costas. Já o volante Matheus Jesus e o zagueiro Luiz Felipe não estão inscritos na Libertadores.

De todos desfalques, porém, apenas Copete é considerado titular. O problema é que o técnico Levir Culpi perdeu diversas opões no banco de reservas contra o Barcelona-EQU. Na vaga do colombiano, a tendência é que o comandante escale Thiago Ribeiro, como aconteceu no segundo tempo do clássico de domingo.

O provável time titular será formado por: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato, Alison e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique.

No banco, Levir contará com: João Paulo, Daniel Guedes, Fabián Noguera, Leandro Donizete, Jean Mota, Vladimir Hernández e Kayke.

Da Gazeta Esportiva