Em Nota, Funsaud diz que salários foram pagos e classifica paralisação como “ilegal e abusiva”

A Funsaud, através de seu Diretor-Presidente, Américo Monteiro Salgado Junior, divulgou nota à imprensa alegando que o pagamento de todos os funcionários concursados encontra-se depositado na conta dos mesmos desde às 00:00 do dia 11/01/2018, portanto, não procede a informação veiculada na mídia de que os médicos não recebem desde outubro.

A Funsaud foi notificada da Assembleia, todavia não obteve informações da paralisação e desta forma o presidente afirma que a deflagração da paralisação foi ilegal e abusiva por parte destes profissionais, prejudicando o atendimento à população e culminando na perturbação de sossego dos pacientes.

Finaliza a nota reiterando que a Funsaud está em fase de estado de emergência financeira de acordo a Portaria 159, de 17 de novembro de 2017.

Veja abaixo a nota na íntegra: