Em 24 horas, Operação Égide da PRF retira de circulação mais de 3 t de maconha e 70 mil pacotes de cigarros

As ocorrências se deram em 5 abordagens distintas, sendo presas 6 pessoas– Divulgação/PRF

A Operação Égide da PRF retirou de circulação nas últimas 24 horas mais de 3 toneladas de maconha e 70 mil pacotes de cigarros contrabandeados.

Na primeira ocorrência, em Campo Grande, no km 378 da BR 060( saída para Sidrolândia), por volta às 09h40 do dia 11 de maio, foram apreendidos 308,1 kg de maconha no caminhão Volvo FH 400, placas de Goiânia, atrelado a um semirreboque placa de Tocantins. Foi preso o condutor, um homem de 38 anos. A droga encontrava-se em um fundo falso na cabine do motorista.

Na segunda ocorrência, que se deu às 17h45 do dia 11 de maio, um traficante de 28 anos que conduzia o veículo GM/S10 cabine-dupla, placas de Mato Grosso, evadiu uma barreira policial no Km 272 da BR-163 após ordem de parada. Os policiais rodoviários federais realizaram acompanhamento tático do veículo que fugia sentido Campo Grande e que veio a capotar em seguida, espalhando parte da droga pelo asfalto. O condutor foi preso pelo transporte de 1518 Kg de maconha.

Na terceira ocorrência, às 19h45, na Br 463 (Ponta Porã), foi efetuada a prisão de um caminhoneiro de 34 anos que dirigia uma carreta VolvoFH, placas do Paraná, por transportar 70 mil pacotes de cigarros. O condutor não fugiu ou ofereceu resistência para ser preso, Ele declarou que receberia R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) pelo transporte do contrabando. Informou, também, que pegou a carreta já pronta em Dourados e teria como destino final a cidade de São Paulo.

Na quarta ocorrência, já na manhã de sábado, dia 11 de maio, foi abordado um veículo Jeep Renegade que vinha de Ponta Porã, na BR-463 KM 67. O condutor evadiu da fiscalização seguindo sentido Dourados. Houve acompanhamento tático, sendo que o condutor jogou o veículo na contra mão causando grande risco de acidentes aos usuários que trafegavam pelo local, parando o veículo logo em seguida de forma brusca. O condutor então desceu rapidamente do veículo com algo escuro em suas mãos, o que levou os policias a crerem que se tratava de uma arma de fogo, obrigando-os a atirar na perna do traficante. Prontamente, foi prestado socorro ao traficante que foi encaminhado para um hospital de Dourados, onde permaneceu acompanhado da PRF para procedimentos médicos, não correndo risco de morte, segundo apurado até o momento. O objeto escuro era um aparelho celular. O condutor foi preso por transportar 627 Kg de maconha.

Por fim, na quinta ocorrência, foi preso um motorista de 49 anos, de um caminhão Iveco com placas de Suzano/SP, e um passageiro de 34 anos. O caminhão possuía um fundo falso em toda sua carroceria carregado com 700 Kg de maconha. A apreensão se deu na Br 463, Km 68. Os condutores alegaram que levariam uma máquina agrícola até Ponta Porã. Após a descoberta do fundo falso, condutor e passageiro assumiram que ganhariam R$ 2.000, 00 (dois mil reais) pelo transporte do carregamento.

Todas as ações são fruto da Operação Égide da PRF que está sendo desenvolvida desde junho de 2017. A operação, é um esforço do governo federal na busca por incrementar investimentos da região de fronteira para aumentar o combate aos crimes transnacionais e vêm apresentando recordes em apreensões e prisões.