DFDA-MS lança Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020 a partir do dia 15

À direita, Betini com o secretário José Ricardo Roseno (centro) - Divulgação
À direita, Betini com o secretário José Ricardo Roseno (centro) – Divulgação

A DFDA-MS (Delegacia Federal da Agricultura Familiar), em Mato Grosso do Sul deve lançar a partir do próximo dia 15, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020.

De acordo com o delegado federal da DFDA-MS, Dorival Betini, o Plano Safra disponibiliza R$ 30 bilhões em crédito para a agricultura familiar em todo o país e o acesso é ilimitado para os agricultores do Estado este ano.

Segundo ele, os juros do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) permanecem baixos, variando entre 2,5% e 5,5% ao ano.

Betini adiantou que está elaborando um cronograma de reuniões regionais a fim de explicar as regras de acesso aos recursos disponíveis.

“Estamos mapeando o Estado. Em princípio, a ideia é se reunir em municípios estratégicos com vocação na agricultura familiar”, disse o delegado federal, citando Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Sidrolândia, Coxim, Três Lagoas, Nova Andradina, Itaquiraí, Amambai, Aquidauana e a Fazenda Itamaraty como prováveis locais de reuniões com os produtores rurais. “Nossa intenção é encerrar com um grande encontro em Campo Grande”, acrescentou.

Betini comentou que, apesar de o Plano ter sido lançado em nível nacional, é importante convocar os agricultores dessas localidades, uma vez que boa parte não acessa os recursos por falta de informação.

Esses encontros regionalizados, ainda segundo ele, serão realizados em parceria com as prefeituras e do governo do Estado por meio da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) de MS.

“Além do mais, é uma linha de crédito fácil de acesso”, sugeriu o delegado, que na semana passada participou do lançamento do Plano Nacional em Brasília, ao lado do secretário da Sead (Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário), José Ricardo Roseno, com quem trocou impressões a respeito das regras do programa.

Na visão do delegado federal, o Plano garante um volume suficiente para atender as necessidades do agricultor, dando condições para ele investir na produção.

Crédito Fundiário

Paralelamente ao lançamento do Plano Safra, a DFDA-MS deve anunciar o novo crédito fundiário que, segundo Betini, foi totalmente remodelado, disponibilizando novos valores e maior prazo de carência e prazo para pagamento.

O crédito fundiário disponibilizará este ano R$ 140 mil para cada produtor rural com três anos de carência e 30 anos para pagamento da dívida. Os recursos são para aquisição de lotes de terra.

O delgado informou que antes, o crédito previa a liberação de apenas R$ 80 mil por pessoa com dois anos de carência e 25 anos para pagamento.

Patrulhas Mecanizadas

A DFDA-MS deverá promover ainda a entrega de R$ 4,4 milhões para a compra de 22 patrulhas mecanizadas a serem distribuídas aos municípios, cujos recursos são oriundos de emendas parlamentares da bancada federal, com contrapartida de 10% do governo do Estado.  Além da entrega de 22 veículos destinados à assistência técnica, computadores, materiais de escritório para equipar as sedes da Agraer em MS. Os veículos, conforme Betini, estão em processo de licitação.