Curso de melhoramento genético começa amanhã na Embrapa

A capacitação em melhoramento de gado de corte da Embrapa e Programa Geneplus acontece entre os dias 17 e 20 de julho em Campo Grande (MS). Com o objetivo de formar usuários conscientes por meio de atualizações teóricas e práticas, ocursochega à 30ª edição com mais de 1.500 multiplicadores, entre pecuaristas, técnicos, profissionais de ciências agrárias e estudantes.

Laura Tiemann dos Santos entrará para essa estatística. Inscrita para a edição 2018, que começa amanhã, a médica-veterinária vê no treinamento uma oportunidade de aprofundar-se em melhoramento genético animal com uma equipe especializada de instrutores e, assim, manter-se em dia no mercado. “São anos de pesquisa que teremos contato por uma semana. Espero aplicar o que aprendi com mais segurança”, anima-se.

Entre os assuntos que ela encontrará estão as estratégias de melhoramento, o manejo de pastagens, o controle sanitário, as biotécnicas reprodutivas, a gestão rural, os critérios de seleção, o uso da ultrassonografia, a avaliação zootécnica, a genética molecular aplicada, os cruzamentos, a eficiência nutricional, dentre outros.

“A genética é o ponto central do curso, mas está em um contexto de sistema produtivo, por isso a programação segue uma lógica. Primeiro, o cenário em que se encontra. Depois instrumentos para melhorar a genética, com critérios de seleção e ultrassonografia, por exemplo. A seguir, conceitos de genética aplicada e, por fim, ferramentas práticas para o produtor aplicar”, detalha o melhorista e um dos coordenadores do treinamento, Antonio do Nascimento Rosa.

Em 30 edições, a capacitação acompanhou a evolução dos recursos genéticos. O pesquisador da Embrapa comenta que no início, há 20 anos, houve um desbravamento da área, o que impulsionou a realização de duas edições ao ano para atender tamanha demanda. Atualmente, o setor produtivo confia na tecnologia e a aplica. Os avanços estão nessa percepção da cadeia como no aprimoramento de processos e pesquisas. Os limites também se expandiram, com treinamentos nos Estados do Rio Grande do Sul, Bahia, Tocantins, Rondônia e Mato Grosso.

Rosa destaca a importância de se ampliar o olhar em relação ao melhoramento animal. “Hoje o melhoramento é uma realidade na propriedade, assim como, a sanidade e a nutrição animal. Sozinha a genética não resolve tudo”, afirma. “Creio também que o melhoramento genético não existe e não sobrevive sozinho correto? Por isso a abordagem de temas como pastagens”, ratifica a médica-veterinária Laura Santos.

O curso é uma das atividades do projeto de transferência de tecnologia do Programa de Melhoramento de Gado de Corte, integrante de uma iniciativa maior, denominada Arranjo MaxiBife. As inscrições para profissionais custam R$ 460,00 e estudantes e participantes de edições anteriores (com comprovação), R$ 230,00 e são feitas por meio de depósito bancário. São oferecidas 50 vagas, em 32 horas de carga-horária. Informações: (67) 3027-6383, 3042-6383 ewww.embrapa.br/gado-de-corte.

Serviço:

Evento: Curso de Melhoramento de Gado de Corte da Embrapa

Data: 17 a 20 de julho de 2018

Local: Embrapa Gado de Corte, rua Rádio Maia, 830, Vila Popular, Campo Grande (MS)

Informações:www.embrapa.br/gado-de-corte