Manobra ocorreu um dia após anúncio de retomada de negociações

Sul-coreanos acompanham repercussão de novo teste balístico da Coreia do Norte – Foto: EPA

Um dia depois de ter anunciado a retomada das negociações com os Estados Unidos, a Coreia do Norte fez nesta quarta-feira (2) um novo teste de mísseis balísticos e provocou protestos do Japão e da Coreia do Sul.

O gabinete do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, disse que os projéteis foram disparados de um submarino e exprimiu “forte preocupação” com a nova manobra militar do regime de Kim Jong-un.

Um dos mísseis caiu na zona econômica marítima (ZEE) – área que vai além das águas territoriais de um país – do Japão. Em pronunciamento à imprensa, o primeiro-ministro Shinzo Abe condenou o teste balístico e acusou a Coreia do Norte de violar resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Apenas um dia antes, Pyongyang havia informado que realizaria uma “reunião operacional” com os Estados Unidos sobre as tratativas para a desnuclearização da península, em 5 de outubro.

As negociações entre Kim e Donald Trump estão travadas desde a fracassada cúpula de fevereiro passado, no Vietnã, quando o norte-coreano exigiu o fim das sanções internacionais para desmantelar seu principal complexo nuclear.

Os dois líderes chegaram a se encontrar novamente em junho, na zona desmilitarizada de Panmunjom, mas as tratativas não avançaram.

Da AnsaFlash

Orteco