Proteínas são nutrientes essenciais para a boa saúde do corpo, pois participam ativamente de vários processos metabólicos do organismo, sendo catalisadoras de reações químicas. A construção e a manutenção do organismo humano dependem de seu fornecimento.

O whey protein é uma proteína extraída do soro do leite, sendo um subproduto da produção de queijos. Possui alta qualidade, é cheio de aminoácidos importantes para o corpo, além de possuir peptídeos bioativos, que oferecem muitos benefícios ao organismo, como ação antimicrobiana e estimulante do sistema imunológico.

É excelente para ser usado como suplemento alimentar, pois, além dos outros benefícios, possui pouco colesterol, baixa taxa de gordura e pouca quantidade de lactose. Esse produto é muito usado por quem precisa de um ganho proteico para a prática de atividades físicas ou para alavancar o aumento de massa muscular.

Atualmente, existem três tipos de whey protein disponíveis no mercado. Veremos a seguir algumas diferenças entre eles:

Whey Protein Isolado

Este produto é o mais puro de todos os tipos. Tem alta concentração de proteínas: cerca de 90% ou mais. Também possui a menor quantidade de componentes agregados, como aminoácidos, carboidratos e gorduras, e é fabricado de maneira mais rígida, com uma filtração mais completa, que elimina gorduras, colesterol e lactose, fazendo a proteína ser mais pura.

É indicado para que tem uma dieta mais restritiva, quer ter um controle mais rígido de gorduras e carboidratos ou intolerantes à lactose, já que os níveis desse açúcar são muito baixos.

Whey Protein Concentrado

Este tipo tem menor grau de processamento, pois passa por uma etapa de filtragem simples e tem de 70 a 80% de proteínas em sua composição. O whey protein concentrado disponibiliza aminoácidos em sua forma mais livre e contém mais gorduras e lactose do que o isolado.

É recomendado para dietas de redução calórica com ganho de massa muscular.

Whey Protein Hidrolisado

Este produto, além da filtragem, passa por um segundo processo, conhecido como hidrólise, isto é, a quebra das cadeias de proteína, deixando-as menores. Com isso, tem uma absorção mais rápida e eficaz pelo organismo.

É uma proteína de alta qualidade, mais leve para o corpo e, por possuir mais quantidade de carboidrato, é indicada para reposição de energias após o treino.