Congresso será realizado no Centro de Convenções em Bonito – Divulgação

A partir desta quarta-feira, entre os dias 23, 24 e 25 de maio, será realizado em Bonito, o 34º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens e Serviços (CNSE), reunindo 700 congressistas de todo o país, entre lideranças empresariais e sindicais.

O Congresso é um dos mais importantes e tradicionais encontros em que se discute o cenário sindical empresarial e, em 2018, ganha contornos especiais por causa de questões da reforma trabalhista e da contribuição sindical. “Estamos em um ano muito importante para o empresariado e acreditamos que vamos ajudá-los em questões-chave no dia-a-dia das empresas, haja vista que as dúvidas ainda são muitas”, explica o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Campo Grande, Edison Araújo, também presidente do Sistema Comércio Mato Grosso do Sul.

Com o tema central “Sindicalismo Pós-reforma Trabalhista – Novos Desafios”, o Congresso traz importantes nomes para debater temas que permeiam o comércio de rua, shoppings, novas propostas de processo em gestão para sindicatos patronais, por meio de cases dos grupos de trabalho, durante os três dias de encontro no Centro de Convenções em Bonito.

No primeiro dia (quarta-feira, 23/05), a partir das 8:30 horas da manhã, o foco será a apresentação de experiências que possam ser compartilhadas para outras entidades do país, com os grupos de trabalho das áreas de comunicação, do setor jurídico e entre os executivos dos Sindicatos.  Às 20 horas, é a abertura oficial do evento, com apresentação de caravanas de todos os Estados. São aguardadas mais de mil congressistas.

Na quinta-feira (24/05), o talk show sobre “Produtos e Serviços são a saída para o custeio sindical”, com o consultor Alberto Pereira Gaspar e com a advogada do setor sindical da CNC, Lidiane Nogueira, abre as discussões do dia, a partir das 8h30 horas. Na sequência, o talk show sobre Contribuição Sindical com a participação da especialista em direito econômico, Celita Oliveira Sousa, e com o especialista em direito tributário, João Ricardo de Pinho. Às 11 horas, o escritor José Luiz Tejon Megido faz uma palestra motivacional. Ele é uma das referências nas áreas de gestão de vendas, marketing, liderança e superação humana, com livros publicados e prêmios recebidos no Brasil e na França.

No período da tarde, as palestras serão sobre o comércio de rua, shopping center, negociação coletiva, assessoria parlamentar e gestão sindical nos novos tempos.

Na sexta-feira (25/05), último dia do evento, também a partir das 8h30, o painel “Negociação Coletiva em novos tempos” traz como participantes o procurador do MPT/RS, Rogério Uzun Fleischmann, a negociadora patronal Carla Teresa Martins Romar, o advogado da CNC, Roberto Lopes, e o diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – CNTC, Lourival Figueiredo Melo. O Ministro do Tribunal Superior do Trabalho – TST, Douglas Alencar Rodrigues, finaliza o congresso com a palestra magna “Aspectos Constitucionais da Reforma Trabalhista”.

“Queremos alinhar conhecimentos, trocar experiências, de forma a subsidiar os empresários e sindicatos patronais na tomada de decisões, sempre com embasamento técnico e legal”, explica Edison Araújo.

O 34º CNSE é uma realização do Sindivarejo Campo Grande, com apoio da CNC, Sesc MS, Senac MS e patrocínio do Sebrae.

Mais informações: www.cnse.com.br

Prefeitura de Maracaju_Combate à dengue