Vereadores Elias Ishy e Daniela Hall durante a prestação de contas da saúde – Foto: Thiago Morais

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara de Dourados, representada pelo presidente Elias Ishy (PT) e pela vice Daniela Hall (PSD), acompanhou a Audiência Pública de prestação de contas do 2º Quadrimestre de 2019 relacionada ao Fundo Municipal de Saúde, à Fundação Municipal de Saúde e à Administração Hospitalar, cumprindo o que regulamenta a Lei Complementar nº 141/2012.

A apresentação foi baseada em três diretrizes. A primeira em ampliar e qualificar o acesso da população a serviços de qualidade com ênfase na humanização, equidade e em tempo adequado ao atendimento das necessidades da área, mediante aprimoramento da Política de Atenção à Saúde. A segunda de implementar as Redes Municipais d e Atenção à saúde, promovendo o cuidado integral às pessoas nos vários ciclos de vida. E a terceira de reduzir e prevenir riscos e agravos à população, por meio das ações de promoção, proteção e vigilância.

Para Ishy, essa é uma parte técnica e muito importante para mostrar o que tem sido investido no município, o que tem realizado também a auditoria, mostrando os relatórios da área. “A fiscalização é essencial para não agravar ainda mais a situação e ainda verificar alternativas de ampliar o financiamento da saúde, para oferecer o melhor serviço público à população”, comentou.

O vereador tem participado de várias agendas diárias, ciente da gravidade relacionada à área no município. Lembrando que no dia 17 de outubro será realizada a segunda prestação de contas parcial da intervenção da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados). Segundo ele, a situação continua preocupante, quanto à gestão e ao financiamento.