Barbosinha pede prioridade de vacinação para técnicos que estão cadastrando famílias no Mais Social

O deputado Barbosinha (DEM-MS) – Assessoria

Os técnicos da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) que farão visita às casas dos beneficiários do Mais Social – Programa que irá conceder auxílio de R$ 200,00 a 100 mil famílias carentes de Mato Grosso do Sul, estarão mais suscetíveis a contrair o coronavírus.

Essa preocupação foi manifestada, na sessão desta quinta-feira (29), pelo deputado Barbosinha (DEM-MS) ao apresentar indicação solicitando que esses profissionais sejam incluídos no grupo prioritário para receber a dose de vacina da Covid-19.

“São pessoas que ficarão mais expostas a contaminação da Covid, por estarem em contato com diversas pessoas, o que indica a necessidade de imuniza-los prioritariamente”, explicou o parlamentar.

Barbosinha lembra que os técnicos da Sedhast já estão trabalhando com o banco de dados que vai apontar as famílias beneficiárias do Programa Mais Social e que após algumas etapas (necessárias para o bom andamento do Programa) equipes, nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, vão conferir in loco, por meio de visitas domiciliares, se os dados informados e coletados das famílias, são de fato verdadeiros.

Assim, o deputado solicitou ao secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, que insira esse grupo de trabalhadores nos públicos-alvo da campanha de vacinação da Covid-19.

DEIXE UM COMENTÁRIO/RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.