ZOA

  • Por Rosa Floriano
Rosa Floriano é colunista do agoraMS – Divulgação

Esse nome em breve será muito conhecido. Para nós estudiosos e pesquisadores ou simplesmente interessados em nosso futuro e o que será de nosso meio ambiente a notícia surge intrigante. O certo é que a empresa norte americana “Modern Meadow”, conseguiu produzir biologicamente uma pele que não é feita a partir de animais, mas de colágeno, uma proteína de estrutura fibrosa. A empresa foi fundada em 2011 com o objetivo de criar hambúrgueres e peles por bioengenharia, mas depois abandonou o primeiro desses dois mercados para se concentrar na pele. Em seguida, a empresa começou a criar e reproduzir as células da pele dos animais, mas agora através de um processo de fermentação para produzir diretamente o colágeno, que depois é purificado, prensado e curtido até se tornar pele.

Foram várias tentativas para criar em laboratório o Zoa. A Modern Meadow fez crescer a partir de uma estirpe de levedura manipulada o colágeno, a proteína da pele que dá a força e alongamento ao couro. Não há animais mortos, nem cicatrizes ou cortes. E nenhum dos produtos petroquímicos utilizados para produzir o couro sintético ou o “couro vegano”. Certamente se refere a uma nova forma radical de fazer couro líquido utilizando somente genética e dissociado dos processos de agricultura tradicional.

Leveduras modificadas têm sido muito utilizadas na produção de por exemplo: a insulina, mas, recentemente, entraram no mundo dos bens de luxo com a seda de aranha, perfume e agora couro. Como o fermento já é amplamente utilizado para a fabricação de álcool para cerveja e vinho, por exemplo, há uma abundância de equipamentos em escala industrial sob medida, para fermentação de levedura. O couro cru pode ser curtido assim como o material que vem das vacas. Ao ajustar a estrutura molecular do colágeno, a equipe pode fazer couro cujo tamanho variável, mais resistente ou incrivelmente fino. O couro líquido Zoa é só mais uma amostra de como novas tecnologias sustentáveis podem ser obtidas com perseverança e trabalho.

  • Colunista do AGORAMS